Air Canada define o retorno para o Brasil, mas virá sem a fileira do meio

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

ATUALIZAÇÃO: Um dia depois de publicarmos esta matéria a Air Canada atualizou seu site e sistema de reservas, informando que o retorno da rota será apenas em 1º de Agosto.

A Air Canada já tem uma data prevista para voltar ao Brasil. Será no início de Agosto com voos entre Toronto e São Paulo operados por aeronaves Boeing 777-300ER.

Segundo dados da própria Air Canada, o serviço será retornado no dia 1º de agosto e será feito diariamente com a aeronave da Boeing, capaz de levar até 450 passageiros em uma configuração de classe executiva, econômica premium e econômica regular.

A empresa tinha suspendido os voos para o Brasil após o governo canadense declarar “lockdown” no país devido à pandemia do novo coronavírus. Enquanto isso, a rota sazonal Montreal – São Paulo que era realizada com o Boeing 787 Dreamliner ainda não tem previsão de volta.

Um fato interesssante que notamos ao simular a compra da passagem no site da companahia, é que os assentos do meio não estão disponíveis. O jato, que é disposto na densa configuração 3-4-3, teve os assentos do meio bloqueados, como você observa na imagem acima. Desta forma, aos passageiros serão oferecidas apenas as opções de viajarem na janela ou corredor.

Os únicos assentos do meio disponíveis são os da primeira fileira, provavelmente voltados a acomodar famílias ou pessoas que presisem um cuidado especial, como passageiros idosos. Não se sabe até quando este bloqueio do assento do meio será mantido.

Apesar de parecer um sonho para muitos passageiros, realizar voos sem o assento do meio ocupado pode resultar em uma operação inviável para a empresa aérea, a menos que ela compense essa perda no preço da passagem dos demais passageiros. A Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA) já se posicionou veementemente contra a prática, que considera nociva à sobrevivência do transporte aéreo democrático que existe hoje.

Portanto, é certo pensar que essa não deve ser uma medida para o longo prazo, mas, talvez, uma preparação para o retorno no período imediato após o pico da pandemia.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos

Comentários estão fechados.