Air Canada revela que deve demitir até 22 mil funcionários

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Air Canada planeja cortar até metade de seu quadro de funcionários, em um número que pode chegar a mais de 22 mil pessoas demitidas.

Avião Air Canada Airbus A330-300
Airbus A330-300 da Air Canada © Divulgação

O jornal canadense CBC afirmou que entre 50% e 60% dos 38 mil funcionários da empresa seriam desligados, segundo a própria empresa teria informado em comunicado interno.

Devido à crise, a empresa atualmente voa apenas 5% da sua malha pré-Pandemia. Hoje a companhia tem 225 aviões parados, perdendo $22 milhões de dólares canadenses por dia.

Metade dos funcionários já está afastada do trabalho, sendo que a maioria está recebendo o pagamento de auxílio pelo governo, similar ao que o Brasil faz pela MP, mas lá o estado paga 70% do salário, e a empresa não precisa pagar os 30% restantes para complementar o salário regular.

Ao menos metade da sua força de trabalho, 19 mil funcionários, será desligada nos próximos meses, mas o número pode chegar a 22.800 se necessário. A companhia ainda não tem planos de restabelecer as rotas de Toronto e Montreal para São Paulo. 

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos

Comentários estão fechados.