Air Canada investiga após mulher acordar sozinha e no escuro em avião trancado

Em nota, a Air Canada disse neste domingo (23) que estava investigando como os tripulantes poderiam ter desembarcado e deixado para trás uma passageira dormindo. O caso aconteceu no aeroporto internacional de Toronto, base da empresa, em 19 de junho.

A canadense Tiffany Adams estava dormindo por horas quando acordou, próximo da meia noite, dentro de uma aeronave trancada e na total escuridão. Ela imediatamente tentou ligar para a amiga Noel-Dale a fim de explicar o ocorrido, mas seu telefone ‘morreu’ e ela não pôde recarrega-lo por que não havia energia no avião.

Carregada de pânico, como ela mesmo citou mais tarde em um post no facebook, foi ao cockpit, encontrou os rádios, mas não sabia mexer. Então, ela achou uma lanterna e, com ela, tentou fazer sinais de luz pela janela do avião, na esperança de que alguém a socorresse, mas infelizmente não obteve êxito.

Por fim, ela teve a ideia que deu certo. Com algum esforço, conseguiu abrir uma das portas do avião, se inclinou para fora e começou a gritar até ser notada pela equipe de solo, que a tirou dali.

Tiffany disse à imprensa que a empresa perguntou se ela estava bem e se gostaria de um transporte e hotel, mas ela recusou a oferta. Ela disse que os representantes da empresa pediram desculpas e que investigariam.

“Eu não tenho dormido muito desde que isso aconteceu, com medo de que eu esteja sozinha trancada em algum lugar escuro”, ela escreveu. Ela conta que sofre de transtorno da ansiedade.

A companhia aérea confirmou que o incidente ocorreu. “Ainda estamos revisando este assunto, por isso não temos detalhes para compartilhar nesse momento, mas acompanhamos a cliente e permanecemos em contato com ela”, disse a Air Canada.

Com informações do Metro

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.