Air France amplia compra do Airbus A350 para substituir seus A340 e A380

A Air France encomendou outros 10 Airbus A350-900 para substituir seus jatos A340 e A380 que serão aposentados nos próximos três anos.

Avião Airbus A350-900 Air France
Airbus A350-900 da Air France – Imagem: Clément Alloing

O acordo eleva para 38 unidades os compromissos da companhia aérea francesa para o A350, incluindo os três que já operam em sua frota, informou a Air France nessa quarta-feira, 11 de dezembro. A empresa configura seus A350 com 324 assentos, sendo 34 na classe executiva, 24 na econômica premium e 266 na econômica.

O pedido permitirá à Air France remover os quatro A340 restantes em sua frota até o primeiro trimestre de 2021 e os 10 A380 até o final do ano de 2022. A partir daí, a companhia aérea operará apenas quatro famílias de grandes jatos: os Airbus A330 e A350, e os Boeings 777 e 787.

“A racionalização e modernização da frota da Air France-KLM é essencial para melhorar seu desempenho econômico e operacional”, disse Benjamin Smith, CEO do grupo Air France-KLM, em comunicado. Uma redução de 25% na queima de combustível em comparação com as aeronaves da geração anterior foi citada entre os benefícios econômicos.

Avião Airbus A350-900 Air France

Em julho, Smith disse que a Air France estava negociando com a Airbus e a Boeing um pedido para o A330-900, A350-900 ou 787-9 como substituto dos A340 e A380. O A350 foi amplamente visto como uma vantagem devido aos pedidos da companhia aérea já existentes para o modelo e à decisão anterior do grupo de consolidar seus A350 na Air France e seus 787 na KLM.

A Air France recebeu seu primeiro A350 em setembro e iniciou voos de passageiros em outubro. A companhia aérea está voando o jato para três destinos: Cairo, Seul Incheon e Toronto.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Boeing entrega hoje o primeiro 737-8200 da história

0
Decolou de Seattle no começo da madrugada desta quarta-feira (16), na hora local, o primeiro Boeing 737 MAX 8200 ou apenas 737-8200