Air France dirá no cartão de embarque se o passageiro está saudável para voar

Avião Airbus A350-900 Air France

A Air France acaba de lançar um serviço intitulado “Ready to Fly” (ou pronto para viajar), que permitirá aos clientes colocarem sua informação de saúde nos bilhetes de embarque e, portanto agilizar seus processos no aeroporto. O projeto ainda está em fase de implementação.

Segundo explica o Brussels Times, os clientes que viajam em voos selecionados recebem um e-mail convidando-os a fazer o upload de seus documentos de saúde em uma plataforma da Air France. Isso inclui status de vacina e testes RT-PCR, por exemplo. Esses documentos são então verificados e, se estiverem completos e corretos, uma mensagem de confirmação é enviada ao cliente. 

Depois disso, os cartões de embarque emitidos serão marcados com a frase “Ready to Fly”, permitindo que sejam processados ​​rapidamente pelas equipes da Air France no aeroporto no dia da partida. Se um documento estiver faltando ou incompleto, o cliente receberá uma mensagem de notificação convidando-o a enviar os documentos faltantes ou a apresentá-los no aeroporto no dia da viagem.

Com o novo processo, a Air France procura oferecer aos seus clientes um início de viagem tranquilo, sabendo que possuem todos os documentos de que precisam para embarcar. Este serviço gratuito e opcional também garante uma viagem mais tranquila do cliente pelo aeroporto, eliminando verificações sucessivas.

Testado com sucesso desde junho, o “Ready to Fly” estará disponível a partir de 17 de julho em voos de Paris para a Córsega e destinos franceses no exterior, antes de ser lançado gradualmente durante o verão para um número crescente de destinos.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Estacionamento da Disney World esconde a pista de um aeroporto desativado

0
Aos 50 anos, o Walt Disney World Resort, na Flórida, EUA, guarda muitas histórias. Uma delas, é do aeroporto que operou apenas por nove anos.