Air France suspende operações na Venezuela, Maduro afirma que é temporário

Foto de Eric Salard (CC) via Flickr

A Air France anunciou que irá deixar de voar para Venezuela após 68 anos de operações, sem prazo para voltar, mas o governo local fala que é temporário. A empresa era uma das poucas europeias a operar na Venezuela, sendo apenas acompanhada por Iberia, Turkish Airlines e TAP Air Portugal.

Segundo o portal argentino Infobae, o Instituto Nacional de Aeronáutica Civil (INAC), submetido ao Presidente Nicolás Maduro, afirmou que recebeu o pedido da companhia francesa de suspender as operações no país.

No entanto, a INAC não conseguiu falar ao Infobae quando seria a data de retorno da empresa, que fez um anúncio de suspensão um tanto quanto tardio, quando a pandemia já esta mais próxima do fim, ao que tudo indica.

Segundo a IATA, a Venezuela retém em torno de $4 bilhões de dólares das empresas aéreas, em receita que não pode ser repatriada, motivo que levou as brasileiras GOL e LATAM a saírem do país anos atrás.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias