Airbus A320 da AZUL reclama de pista curta e obriga piloto a mudar de aeroporto

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Essa é uma história que resulta do alto nível de inteligência embarcada nas aeronaves atuais, o que muitos gostam e outros não. Tudo aconteceu durante um voo da Azul Linhas Aéreas entre Porto Alegre e o Santos Dumont, no Rio de Janeiro, que não conseguiu completar sua jornada ao aeroporto pretendido porque a aeronave, um Airbus A320neo, refugou o pouso duas vezes seguidas “reclamando” que a pista era muito curta.

O incidente aconteceu no dia 13 de setembro, mas foi registrado apenas recentemente na base de dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA). Segundo o órgão, o voo AD4403, operado pelo A320 de matrícula PR-YRJ, levava 175 passageiros e 6 tripulantes a bordo.

Da capital gaúcha ao Rio, o voo correu normalmente, mas durante a aproximação final para pouso no Santos Dumont e quando a aeronave estava a apenas cerca de 200 pés de altitude (60 metros), o computador de bordo passou a indicar “RWY TOO SHORT”, levando os pilotos a arremeterem e a tentarem uma segunda aproximação. Minutos depois, já na segunda tentativa e à mesma altitude, o avião “reclamou”, pela segunda vez, do tamanho da pista do Santos Dumont, resultando em uma nova arremetida.

Essa situação de “RWY TOO SHORT” ocorre quando o sistema da aeronave calcula que a pista é muito curta para o pouso nos parâmetros atuais (velocidade, altitude, peso, etc.) e passa a mostrar essa mensagem em letras vermelhas piscantes na tela do Primary Flight Display (PFD), acompanhado por um sinal sonoro.

Quando observaram o alerta, os pilotos subiram novamente e revisaram os procedimentos, levando-os a mudar os planos e a pousarem no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, onde a pista é maior. O trajeto do PR-YRJ ficou registrado no sistema de rastreamento de voos do FlightAware, conforme imagem abaixo.

Não há informações do que causou o alerta, mas a mesma aeronave voou para o Santos Dumont na noite do mesmo dia, vazia, em voo de traslado.

src=”https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js”>

A320neo é homologado para o Santos Dumont

Desde o dia 7 de junho, a Azul Linhas Aéreas voa regularmente para o Santos Dumont com o Airbus A320neo em rotas variadas no Brasil.

O jato bimotor que, na Azul, leva até 174 passageiros, é a mais nova versão do A320, avião de maior sucesso da Airbus. Esta versão “neo” está equipada com motores CFM LEAP 1A, que garantem maior potência e economia aos seus operadores, reduzindo ruído e consumo e, por consequência, permitindo uma operação mais sustentável e silenciosa no aeroporto, que fica no centro da capital carioca.

Além dos novos motores, o Airbus A320neo da Azul está equipado com o chamado pacote SHARP – Short Airfield Package, que inclui modificações, como geradores de vórtice na asa e na empenagem vertical, que permitem operar em velocidades menores do que a padrão e, portanto, a decolar e pousar em aeroportos críticos como o Santos Dumont, sem que isso se torne um risco à operação.

Com isso, a segurança e performance da aeronave é aumentada, permitindo a decolagem e pouso na curta pista de 1.323 metros do Santos Dumont, sem nenhum problema.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Qatar Airways vai pintar mais Boeings 777 com o tema da...

0
No ano de 2022, o mundo planeja ver mais uma edição da Copa do Mundo de Futebol, um dos maiores eventos esportivos globais