Airbus A321 da Latam retorna a São Paulo após odor de queimado e fumaça a bordo

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Airbus A321 LATAM Airlines

No começo da tarde da terça-feira (9), uma aeronave modelo Airbus A321 da Latam Brasil teve que retornar ao aeroporto internacional de São Paulo – Guarulhos depois que um forte odor e fumaça tomaram conta da cabine.

Segundo o relato do The Aviation Herald, a aeronave envolvida no incidente foi um A321 de matrícula brasileira PT-XPO que executava o voo regular LA3366, que liga São Paulo a João Pessoa, na Paraíba.

A aeronave já havia estabilizado a 31.000 pés (~10.500 metros) de altitude quando, em certo ponto, passageiros e tripulantes começaram a sentir um forte odor de queimado a bordo, seguido de uma fumaça branca que tomava conta da cabine.

Por precaução, os pilotos reportaram a situação ao controlador de tráfego aéreo e iniciaram o retorno a São Paulo. Enquanto executavam os procedimentos previstos no manual da aeronave, a fumaça se dissipou, mas isso não impediu o A321 de voltar a sua origem.

As informações sobre as causas do odor e da fumaça não foram divulgadas, bem como não há detalhes no momento sobre se algum procedimento executado pelos pilotos fez com que a fumaça se dissipasse ou se isso ocorreu naturalmente.

Imagem do FlightAware mostra o roteiro da aeronave

Após uma hora e quinze minutos de voo, a aeronave pousou em segurança no aeroporto de Guarulhos, onde ficou retida para manutenção e está até agora, cerca de 30 horas após a ocorrência.

Os passageiros foram embarcados num A320 de matrícula PR-MHW, que chegou a João Pessoa com um atraso de 4 horas, segundo os dados do FlightAware.

Em nota, a LATAM confirmou o incidente:

A LATAM Airlines Brasil informa que, devido a questões técnicas na aeronave, o voo LA3366 (São Paulo/Guarulhos – João Pessoa), que partiu às 11h35 de terça-feira (09), retornou para o aeroporto de origem, pousando em completa segurança às 13h13. O voo seguiu ao destino em outra aeronave às 15h13.

A companhia lamenta os transtornos e ressalta que prestou toda a assistência aos clientes, incluindo alimentação. Por fim, reitera que a segurança é um valor imprescindível e, sobretudo, todas as suas decisões visam garantir uma operação segura.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias