Início Mercado Airbus A350 voarão com apenas 200 pessoas na primeira ‘bolha de viagens’...

Airbus A350 voarão com apenas 200 pessoas na primeira ‘bolha de viagens’ da Ásia

Primeiro Airbus A350 Ultra Long Range (ULR) da Singapore

Foi só os governos de Cingapura e Hong Kong anunciarem o início da operação da primeira “bolha de viagens” da Ásia para que uma corrida aos canais de reservas de voos e rapidamente esgotarem todas as opções disponíveis. Poderia essa ser a maneira de retomar as viagens internacionais em um futuro próximo? 

De acordo com o Financial Times, os voos entre as duas cidades estão programados para começarem no próximo final de semana, em 22 de novembro de 2020. Como ainda há restrições de mobilidade, não será possível a recolocação de aeronaves widebody na rota, ao invés disso, haverá um voo diário com capacidade máxima de 200 passageiros. 

Os voos serão operados pela Singapore Airlines e Cathay Pacific. Ambas as companhias aéreas usarão aeronaves como o Airbus A350-900, com distanciamento social a bordo, para os voos. Em configuração normal, os jatos desse modelo podem levar até mais de 300 passageiros. Os preços do voo na econômica começaram em $ 593 e subiram para $ 741 devido à alta demanda.

“O arranjo da bolha de viagens aéreas é um passo importante para Cingapura e Hong Kong à medida que nos recuperamos do impacto da pandemia COVID-19. Ele apoia a recuperação da indústria de aviação,” disse o CEO da Singapore Airlines, Goh Choon Phong.

O que é a bolha

A bolha de viagens permitirá que os viajantes voem para os outros países sem a necessidade de quarentena. No entanto, um teste COVID-19 negativo deve ser apresentado antes de embarcar no voo. 

“Esta política não é fácil de se conseguir”, disse o secretário de Comércio e Desenvolvimento Econômico de Hong Kong, Edward Yau Tang-wah, durante o anúncio. “Se a bolha pode funcionar e se sustentar bem vai depender da cooperação de todos os lados, incluindo a participação dos residentes e seus esforços para manter o distanciamento social”.

O modelo de bolha de viagens pode ser uma forma de retomar as viagens internacionais em um futuro próximo. “Acreditamos que este será um marco histórico para a abertura de mais bolhas de viagens aéreas semelhantes com outros destinos na região”, disse Ronald Lam, cliente-chefe e diretor comercial da Cathay Pacific.

Cingapura e Hong Kong têm um baixo número de casos COVID-19 para criar uma bolha de viagens. Em 11 de novembro de 2020, Hong Kong e Cingapura tinham 18 novos casos confirmados. Se o número de novos casos não aumentar radicalmente, haverá dois voos diários entre as duas cidades até 7 de dezembro de 2020. 

Sair da versão mobile