Airbus anuncia medidas para assegurar liquidez e sobreviver à crise da Covid-19

A Airbus emitiu um comunicado em que anuncia medidas para aumentar sua liquidez e assegurar a saúde financeira, em resposta à pandemia de Covid-19, à medida que continua avaliando a situação em andamento e o impacto em seus negócios, clientes, fornecedores e na indústria como um todo.

Avião Airbus BelugaXL número 2

“Nossa primeira prioridade é proteger as pessoas, ao mesmo tempo em que apoiamos esforços globalmente para conter a disseminação do Coronavírus. Também estamos olhando nossos negócios para proteger o futuro da Airbus e garantir que possamos retornar a de maneira eficiente assim que a situação se recuperar. Retiramos nossa orientação a investidores para 2020 devido à volatilidade do mercado. Ao mesmo tempo, estamos comprometidos em garantir a liquidez da Companhia em todos os momentos através de uma política prudente de finanças. Estou convencido de que a Airbus e o setor aeroespacial em geral superarão esse período crítico ”, disse o CEO da Airbus, Guillaume Faury.

Para garantir flexibilidade financeira, a administração da Airbus recebeu aprovação do Conselho de Administração para: (i) garantir uma nova linha de crédito no valor de €15 bilhões, além da linha de crédito rotativo existente de €3 bilhões; (ii) retirar a proposta de dividendos de 2019 de € 1,80 por ação, com um valor total de aproximadamente € 1,4 bilhões; e (iii) suspender o pagamento voluntário dos fundos de pensão. Dada a visibilidade limitada devido à evolução da situação do Covid-19, as orientações para 2020 são retiradas. Os cenários operacionais, incluindo medidas para minimizar os requisitos de caixa, foram identificados e serão ativados dependendo do desenvolvimento da pandemia.

Com essas decisões, a Companhia possui liquidez significativa disponível para lidar com requisitos adicionais de caixa. Os recursos líquidos somavam aproximadamente € 20 bilhões, compreendendo cerca de € 12 bilhões em ativos financeiros disponíveis e cerca de € 8 bilhões em linhas de crédito não utilizadas, foram reforçados ainda mais com a conversão de uma linha de crédito existente de € 5 bilhões em um mandato no valor de € 15 bilhões. A liquidez disponível agora é de aproximadamente € 30 bilhões.

Ao manter a produção, gerenciar sua lista de pendências, apoiar seus clientes e garantir flexibilidade financeira para suas operações, a Airbus pretende garantir a continuidade dos negócios, mesmo em uma crise prolongada. As viagens aéreas seguras e eficientes são a espinha dorsal essencial do desenvolvimento econômico global e do intercâmbio cultural.

A Airbus, portanto, apoia os esforços governamentais em todo o mundo para estabilizar esse setor, apoiando a saúde financeira de seus clientes e fornecedores de linhas aéreas. A Airbus continua a monitorar a saúde geral da aviação global.

A Airbus convocou sua Reunião Geral Anual para 2020, em Amsterdã, em 16 de abril. Porém, devido ao surto global, a Airbus desencoraja a participação física e incentiva fortemente os acionistas a votar por procuração, de acordo com as medidas de saúde e segurança pública.

Informações da Airbus

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

Comentários estão fechados.