Início Aeroportos Airbus da Latam atinge pássaro na decolagem e tem falha de sistemas...

Airbus da Latam atinge pássaro na decolagem e tem falha de sistemas na sequência

Um Airbus A320 da Latam Brasil acabou atingindo um pássaro após decolar de Brasília e diversos sistemas apresentaram falha em seguida. A aeronave retornou para um pouso seguro.

O incidente ocorreu na segunda-feira, 25 de janeiro, com o Airbus A320 da LATAM Brasil de matrícula PR-MYV, segundo o portal The Aviation Herald. O jato cumpria o voo LA-3080 da capital federal para Teresina, no Piauí, com 150 passageiros a bordo mais a tripulação. Logo após decolar da pista 29R do Aeroporto JK, a tripulação relatou uma colisão com um pássaro, o chamado bird strike.

Por causa da colisão, a informação de velocidade da aeronave começou a apresentar problemas e não foi mais considerada confiável pelos pilotos, assim como o próprio computador da aeronave apresentou o diagnóstico de falha nos sistemas ADIRU1, ADM2, ADR2, AFS1, EFCS1, EFCS2, SEC2 e SEC3.

O ADIRU é a Unidade de Referência de Dados Inerciais do Voo, ou seja, ela pega as informações dos sensores como tubo de pitot, estática e altímetro, compila e processa, apresentando-a no display para os pilotos. Já o ADM é o Air Data Module, ou Modo de Dados do Ar, relacionado ao tubo de pitot e que envia a informação deste sensor para o ADIRU.

O ADR por sua vez é parte do ADIRU, e o AFS é o Sistema do Piloto Automático. Sem informações confiáveis e com problema no sistema, o piloto automático não pode funcionar. O AFS também está relacionado ao EFCS, que é o Sistema de Controle de Voo Eletrônico, assim como o SEC, que controla o spoiler (dispositivos que ficam nas asas e podem ser abertas para gerar arrasto e reduzir a velocidade da aeronave).

Plyabck do voo – FlightRadar24

Após todos estes erros e a colisão com o pássaro, os pilotos decidiram por retornar para o Aeroporto de Brasília, tendo nivelado no nível de voo 090 (2.740m de altitude), feito três órbitas que são círculos padrões para queima de combustível e também execução dos checklists e sequenciamento para pouso, para depois pousaram em segurança em Brasília.

O voo foi cancelado e os passageiros foram acomodados em outra aeronave, de matrícula PR-MBA, que partiu 90 minutos depois do horário previsto. Desde então, o PR-MYV se encontra em Brasília e não realizou outro voo.

Entramos em contato com a LATAM para entender melhor o ocorrido e a empresa enviou a seguinte nota:

A LATAM Airlines Brasil informa que a aeronave do voo LA3080 (Brasília-Teresina), que partiu às 20h30 de ontem (25), retornou para o aeroporto de origem depois de colidir com um pássaro. Após troca de aeronave, o voo decolou novamente às 22h20 e pousou às 0h17 de hoje (26) em Teresina. A companhia reitera que a segurança é um valor imprescindível e, sobretudo, todas as suas decisões visam garantir uma operação segura.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile