Airbus divulga números do primeiro semestre e recalcula suas metas para 2021

Foto: AFP PHOTO / AIRBUS/ JEAN-VINCENT REYMONDON

A Airbus reportou nessa quinta-feira (29) os resultados financeiros consolidados para o semestre encerrado em 30 de junho de 2021.

“Esses resultados semestrais refletem as entregas de aeronaves comerciais, nosso foco em contenção de custos e competitividade, e o bom desempenho em Helicópteros e Defesa e Espaço. Embora a pandemia continue, as inúmeras ações tomadas pelas equipes proporcionaram um forte desempenho no primeiro semestre. Isso nos permite elevar nossa orientação para 2021, embora continuemos enfrentando um ambiente imprevisível”, disse o CEO da Airbus, Guillaume Faury.

Os pedidos brutos de aeronaves comerciais totalizaram 165 (contra 365 aeronaves do primeiro semestre de 2020), com pedidos líquidos de 38 aeronaves após cancelamentos. A carteira de pedidos era de 6.925 aeronaves comerciais em 30 de junho de 2021.

As receitas consolidadas aumentaram 30% na comparação ano a ano, chegando a € 24,6 bilhões, refletindo principalmente o maior número de entregas de aeronaves comerciais em comparação com o mesmo período de 2020.

Um total de 297 aeronaves comerciais foram entregues, compreendendo 21 A220, 237 da Família A320, 7 A330, 30 A350 e 2 A380. As receitas geradas pelas atividades de aeronaves comerciais da Airbus aumentaram 42%, refletindo em grande parte o aumento nas entregas.

O EBIT consolidado ajustado foi de € 2,7 bilhões. O EBIT Ajustado relacionado às atividades de aeronaves comerciais da Airbus totalizou € 2,29 bilhões, principalmente impulsionado pelo desempenho de entrega e o foco da empresa na contenção de custos e competitividade. O EBIT consolidado (reportado) totalizou € 2,7 bilhões , incluindo ajustes líquidos de € 24 milhões.

Esses ajustes compreenderam:

• € +145 milhões relativos ao programa A380, dos quais € +174 milhões foram contabilizados no segundo trimestre;
• € -170 milhões relativos a câmbio e reavaliação do balanço;
• € +49 milhões de outros ajustes.

O resultado financeiro foi de € -30 milhões, refletindo principalmente o resultado de juros líquidos de € -172 milhões parcialmente compensado pela evolução do dólar bem como € +79 milhões relacionados à reavaliação da participação acionária da Dassault Aviation. O lucro líquido consolidado foi de € 2,23 bilhões, com lucro por ação consolidado reportado de € 2,84.

Panorama

Como base para sua orientação para 2021, a Empresa não assume que haverá mais interrupções na economia mundial, no tráfego aéreo, nas operações internas da empresa e em sua capacidade de fornecer produtos e serviços.

Com base nisso, a Empresa atualizou sua orientação para 2021 e agora as metas a atingir em 2021 são:

– Entregas de 600 aeronaves comerciais;

– EBIT ajustado de € 4 bilhões;

– Fluxo de caixa livre antes de fusões e aquisições e financiamento de clientes de € 2 bilhões.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Pilotos vacinados se recusam a voar com não-vacinados e aérea tem...

0
Uma disputa entre pilotos está causando um prejuízo milionário a cada 15 dias para uma das maiores companhias aéreas do mundo.