Airbus e RR cancelam projeto de avião “Jumbolino” com motor híbrido

Embora promissor, a Airbus e a Rolls-Royce (RR) decidiram suspender em definitivo o programa E-Fan X um ano antes do voo com o avião experimental com motor elétrico híbrido. A decisão foi tomada em meio à pandemia e à necessidade de realinhar prioridades em ambas as empresas.

O programa E-Fan X foi criado para estudar e desenvolver uma aeronave com motores elétricos, visando a uma aviação mais sustentável no futuro. Na prática, os testes iniciais envolveriam uma aeronave BAE Systems Avro RJ100, conhecida como “Jumbolino”, que teria um motor híbrido.

Sob o projeto, os parceiros pretendiam substituir um dos motores do RJ100 por uma unidade de propulsão elétrica alimentada por um motor de turbina AE2100, acionando um gerador de 2MW montado na fuselagem traseira. As atividades de modificação estavam em andamento na aeronave em Cranfield, no Reino Unido, visando a um primeiro voo em 2021.

Ao cancelar um projeto iniciado em 2017 e que já consumiu milhões de euros, a Airbus sinaliza ao mercado que definitivamente remaneja suas prioridades e não vê uma recuperação de mercado tão próxima. Além disso, a fabricante denota que deve “delegar” a outras empresas os estudos sobre um avião elétrico, se beneficiando deles no futuro, quem sabe, em suas aeronaves.

Uma porta-voz da Airbus disse que o esforço para descarbonizar a indústria da aviação “não é pouca coisa” e que, “para conseguir isso, precisamos reorientar todos os nossos esforços”.

Segundo a fabricante, embora o avião não vá para os céus, ela diz que os aprendizados foram muitos. E isso inclui a exploração de uma arquitetura híbrida, baterias e sistemas de alta tensão e novas tecnologias de redução de dióxido de carbono, além de certificação e conhecimento regulatório.

RR promete continuar testes em solo

Embora o cancelamento do projeto conjunto, a Rolls-Royce disse que pretende continuar as atividades de teste de solo no sistema de geração de energia que está desenvolvendo e que seria parte do E-Fan X.

“Embora nosso programa com a Airbus seja cancelado, estamos planejando que o teste de solo do nosso sistema de geração de energia seja concluído, o que nos permite demonstrar os benefícios dessa tecnologia”, diz Paul Stein, diretor de tecnologia da RR. “Vamos passar por um curto período de re-planejamento devido a essa decisão para garantir que capturemos adequadamente todas as lições, conhecimentos e propriedade intelectual associada”, diz ele.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias