Airbus passa a oferecer adaptação que permite aos A330 e A340 levarem doentes

Foto de Laurent ERRERA / CC BY-SAvia Wikimedia Commons

Uma equipe multifuncional composta por times da Airbus Commercial Aircraft, Airbus Defense and Space e Airbus Helicopters propôs uma solução para converter rapidamente aeronaves de passageiros em uma configuração de Evacuação Médica (“MEDEVAC”) a qual será oferecida aos clientes em todo o mundo.

Em seis semanas, a equipe definiu soluções baseadas na plataforma do A330 / A340, capaz de transportar pacientes com COVID-19 em terapia intensiva por uma longa distância – embora também seja possível realizar o transporte de pacientes com outras enfermidades. O conceito foi posteriormente aperfeiçoado e a Airbus está agora em posição de oferecer uma solução madura a qualquer cliente que deseje realizar operações MEDEVAC.

Durante a pandemia, vimos algumas aeronaves, sobretudo pertencentes a Forças Aéreas, adaptadas para tal transporte, no entanto, a Airbus agora transforma esse pacote em algo que pode ser oferecido por qualquer empresa aérea. A transformação permite que assentos sejam retirados e substituídos por macas e equipamentos de monitoramento, usualmente encontrados em UTIs de hospitais.

O projeto da Airbus está sendo suportado pelo DGS francês (Direção Générale de la Santé), algo como o Ministério da Saúde local, que tem apoiado ativamente a Airbus, fornecendo todas as especificações médicas associadas aos pacientes com Covid-19 em terapia intensiva e de menor urgência.

Informações da Airbus

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Agências de turismo terão que indenizar passageira pela falência da Avianca...

0
2ª Vara Cível de Mossoró determinou a duas operadoras de turismo, Voo Viajar Serviços Turísticos e FRT Operadora de Turismo, o pagamento