Airbus quebra hegemonia da Sukhoi com encomenda russa do jato A220

O principal concorrente do brasileiro Embraer E2, o Airbus A220, conseguiu “quebrar o gelo” na Rússia e foi encomendado por uma empresa local.

Divulgação – Airbus

A encomenda de seis jatos A220-300, antigo CS300 da Bombardier, pela Azimuth foi confirmada durante o Moscow Airshow 2021 (MAKS), mjaior show aéreo e Feira Internacional de Aviação da Rússia.

A Azimuth, uma regional baseada em Rostov-on-Don, cidade russa no sul do país próximo da Ucrânia, atualmente ela conta com uma frota exclusiva de jatos Sukhoi Superjet 100, que leva até 108 passageiros e foi feito para o mercado regional.

Este jato, porém, não conseguiu muitas vendas fora da área de influência da Rússia, onde domina o mercado regional. No país, apenas três empresas operam jatos regionais de fabricantes estrangeiras, a Pegas Fly e a S7 com jatos Embraer e a Yamal com Bombardier CRJ.

O restante das aéreas russas de relevância ou não voa jatos regionais ou tem o Sukhoi na sua frota. Nenhuma delas tinha encomendado os aviões estrangeiros de nova geração, que são o E2 e o A220 – até agora.

Segundo a Reuters, os aviões A220-300 começarão a ser entregues no próximo ano e serão usados principalmente em voos internacionais de curta duração para países vizinhos. Até o momento, esta é a única encomenda de jatos estrangeiros no MAKS, que vai até o próximo domingo.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias