Airbus suspende a produção de aviões nas fábricas da França e Espanha

Após o confinamento da França, anunciado ontem por Emmanuel Macron por causa do coronavírus, a Airbus informou nesta terça-feira (17) pela manhã a suspensão da produção nas fábricas do país e da Espanha.

Airbus Toulouse Linha A380
Airbus A380 em produção – Imagem: Nicolas Halftermeyer [CC]

Na última quinta-feira (12), a Airbus já havia se deparado com a confirmação de contaminação de um funcionário de uma fábrica na Espanha. O caso levou a empresa a afastar vários funcionários que tiveram contato com ele, solicitando que ficassem em casa em quarentena.

Agora, em comunicado oficial, a fabricante europeia de aviões informa que decidiu parar completamente as atividades por quatro dias, para que haja tempo suficiente para “implementar condições rigorosas de saúde e segurança em termos de higiene, limpeza e auto-distanciamento”.

Veja a seguir o comunicado oficial da Airbus:

“A Airbus continua monitorando de perto a evolução do vírus COVID-19 em todo o mundo e está constantemente avaliando a situação, o impacto nos funcionários, clientes, fornecedores e negócios.

Após a implementação de novas medidas na França e na Espanha para conter a pandemia de COVID-19, a Airbus decidiu interromper temporariamente as atividades de produção e montagem em suas instalações francesas e espanholas pelos próximos quatro dias. Isso permitirá tempo suficiente para implementar condições rigorosas de saúde e segurança em termos de higiene, limpeza e auto-distanciamento, além de melhorar a eficiência das operações sob as novas condições de trabalho. Nesses países, a empresa também continuará a maximizar o trabalho em casa sempre que possível.

Estas medidas serão implementadas localmente em coordenação com os parceiros sociais. A Airbus também está trabalhando em conjunto com seus clientes e fornecedores para minimizar o impacto dessa decisão em suas operações.

A Airbus atualiza continuamente suas recomendações de segurança e viagens no local de trabalho para funcionários, clientes e visitantes, de acordo com os últimos desenvolvimentos.

A Airbus está seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde e das autoridades nacionais de saúde.”

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias