Airlink inicia voos para a Ilha de Santa Helena com o Embraer E190

Ontem (14/10) se iniciou um novo capítulo na história da Ilha de Santa Helena, território britânico no Atlântico Sul. Às 13h59 o voo SA8131, operado pela Airlink com o Embraer E190, pousou no aeroporto da ilha, até então apelidado de “aeroporto fantasma” por nunca ter recebido qualquer voo comercial. Mas a história mudou graças à Embraer como mostramos anteriormente.




O voo partiu de Joanesburgo, na África do Sul, com parada em Windhoek, na Namíbia, com uma duração total de 6 horas entre a principal cidade sulafricana e a ilha. Um total de 72 passageiros estiveram no voo, incluindo imprensa, autoridades e turistas. O voo de retorno partiu neste domingo e é possível acompanhar ele clicando neste link.

Por muitos anos a ilha sofreu com a falta de conexão com o continente, dependendo apenas de viagens de navio, que duram cinco longos dias. Para impulsionar o turismo na Ilha e melhorar o acesso para moradores, o governo britânico decidiu construir um aeroporto na maior área plana disponível da ilha. O aerodrómo foi inaugurado em 2015 com uma pista de 1.950 metros de comprimento.

O problema pareciam ter sido resolvido, porém o posicionamento das cabeceiras da pista ficou limitado devido à geografia do local, consequentemente não alinhada ao vento e complicando a vida dos pilotos. Operações com o Boeing 737-800 e o com o Avro RJ-85 (BAe-146) foram testadas, mas sem sucesso devido à falta de segurança. Até que veio a Embraer com o seu E190 demonstrador, que dominou os ventos e homologou a pista.

A governadora de Santa Helena, Lisa Phillips, declarou “que esse é o ínicio de um futuro brilhante para Santa Helena. Nós estamos certos na garantia de que os serviços aéreos trarão benefícios para todos os moradores e elevarão a qualidade de vida deles. Estamos abertos para negócios e investimentos, e sabemos que os turistas ficarão encantados pela beleza da Ilha. Estamos felizes de receber os visitantes no ‘segredo do Atlântico Sul'”

Nova rota é doméstica! 

Um segundo destino a partir de Santa Helena foi anunciado: a Ilha de Ascensão. A nova rota será operada inicialmente um vez por mês, com primeiro voo saindo de Santa Helena no dia 18 de novembro deste ano, e retornando um dia depois. Os voos serão feitos todo segundo final de semana de cada mês e também operados pelo Embraer E190 da Airlink. A distância entre as ilhas é de 1.300km em linha reta.

A Ilha de Ascensão é uma ilha menor e tem população de menos de mil habitantes. Juntamente com a Ilha de Tristão da Cunha e a própria Santa Helena, formam o território ultramarino de Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha pertence ao Reino Unido. Em Ascenção existe uma importante base da Real Força Aérea (RAF), que foi vital na Guerra das Malvinas como escala para os navios e aeronaves envolvidos no conflito. A base conta com uma grande pista de 3.054 metros capaz de receber grandes aeronaves como o Boeing C-17 Globemaster III e o Airbus A330MRTT.

Com informação e fotos da Assessoria de Imprensa do Governo de Santa Helena. 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos