Alarme de incêndio força pouso emergencial de Boeing 777 no Canadá

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Um Boeing 777 foi forçado a fazer um pouso não programado em decorrência de um alarme de incêndio durante o voo, que levou os pilotos a decidirem pela não continuidade da jornada que cruzaria o oceano.

Avião Boeing 777 Air France
Boeing 777-300 da Air France

O voo AF347 da Air France de Montreal, no Canadá, para Paris, na França, fez um pouso não programado no dia 16 de outubro devido a um alarme de incêndio no porão da aeronave. O Boeing 777-300 de matrícula F-GSQH desviou de rota pouco depois de decolar e pousou no Aeroporto de Happy Valley-Goose Bay, no nordeste do país.

De acordo com o The Aviation Herald, o 777 decolou de Montreal às 19:35, horário local. Depois de uma hora e 45 minutos de voo, o sistema de segurança indicou a presença de fumaça no compartimento de carga.

A situação fez o comandante decidir por retornar ao Canadá e pousar no aeroporto mais próximo. Foi declarada situação de emergência e solicitada a preparação de serviços de socorro. O avião pousou com sucesso às 23h21, horário local, duas horas e 45 minutos após a partida.

FlightAware Voo 777-300 Air France Fumaça
O 777-300 retornando após a indicação – Imagem: FlightAware

Após o pouso, constatou-se que o alarme era falso e não havia qualquer sinal de fumaça na região alertada. No entanto, por questões de segurança, a aeronave foi impedida de prosseguir viagem.

Havia apenas 85 passageiros a bordo no momento do incidente, além das 14 pessoas da tripulação. Todos seguiram viagem para Paris, seis horas depois do pouso, no voo AF349, que partiu de Montreal e fez uma escala extra na cidade para embarque dos viajantes.

A aeronave F-GSQH, após a parada em Goose Bay, retornou para Paris, vazio, no dia 18 de outubro, depois de uma inspeção técnica realizada por uma equipe de manutenção da Air France Montreal enviada ao local. O Boeing voltou a operar regularmente quatro dias depois, viajando de Paris para a Cidade do México, e tem se mantido em situação regular desde então.

Com informações do Airlive.net

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

Após pilotos escolherem pista errada, controlador de tráfego intervém e evita...

0
Decolagens de pista errada podem representar um grande risco à segurança de voo. Acidentes trágicos já aconteceram por este motivo.