Alaska aumenta destinos e aviões Embraer dominam a fábrica da Boeing

A predominância de jatos brasileiros no local onde fica a maior fábrica de aviões americanos foi estabelecida com mais voos da Alaska Airlines.

O Aeroporto de Paine Field, localizado em Everett, uma cidade ao norte de Seattle e quase na fronteira com o Canadá, é conhecido por ter o maior edifício do mundo em volume, o qual também é onde está a maior linha de montagem da Boeing. Lá são produzidos os gigantes 747, 777, 767 e, até pouco tempo atrás, o 787 Dreamliner, que agora é feito apenas no outro lado do país.

Além da fábrica da Boeing, não existia muito movimento comercial no aeroporto, com exceção de alguns voos de treinamento e a operação dos clássicos aviões da Flying Heritage. Mas a prefeitura local decidiu construir um terminal e a Alaska Airlines, desde então, tem sido a sua principal operadora. Outras operadoras com voos no local são a United Airlines e a Southwest Airlines, mas com poucos serviços.

Agora, a Alaska anunciou que até julho contará com 18 voos diários a partir de Paine Field, mais do que o dobro dos 7 atuais. Todos eles serão operados pelos Embraer E175-E1 da subsidiária regional Horizon Air, equipados com Wi-Fi a bordo.

Os destinos que voltarão a ter voos diretos são Boise, Spokane e Palm Springs. As rotas para Las Vegas e Phoenix terão aumento de voos diários, já Tucson será o novo destino da empresa a partir de Paine Field.

O foco da Alaska é operar voos para destinos turísticos e familiares, focando em atender com voos diretos a comunidade do norte de Seattle e do Pacífico Norte de Washington.

Nós já visitamos a fábrica da Boeing em Everett, anos antes dos voos comerciais serem lançados lá, confira:

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Pesquisa aponta a GOL como uma das piores para os passageiros...

0
A pesquisa analisou fatores como atendimento dos colaboradores, refeições serviços, conforto a bordo e entretenimento a bordo.