Alitalia voará para mais destinos em outubro, mas Brasil não foi citado

A Alitalia vai operar mais voos para destinos estrangeiros em setembro e outubro, quando sua malha aérea internacional de médio e longo curso crescerá 7% em setembro e 29% em outubro, em comparação com agosto. No entanto, voos para o Brasil ainda não entraram nos planos da aérea italiana, certamente por conta das fronteiras fechadas.

Como o anúncio de reabertura aconteceu hoje (29), existe a possibilidade de a Alitalia incluir o país em sua malha.

O cronograma de voos da Alitalia prevê em setembro o retomar os serviços diretos de Roma para Buenos Aires e para o Japão, Israel e Argélia. A partir de Milão, em setembro, a Alitalia retomará os serviços para Frankfurt, bem como para Nova Iorque. Também haverá uma aumento nas frequências atualmente voadas em rotas domésticas e internacionais. Em outubro, a Alitalia planeja retomar os voos de Milão para Dusseldorf e Paris.

Para o Brasil ainda não há uma confirmação, já que tudo dependerá do controle da epidemia local, bem como da reabertura das fronteiras para estrangeiros.

1.630 voos por semana

A Companhia Aérea operará em outubro quase 1.630 serviços por semana para 45 aeroportos, incluindo 19 domésticos, aumentando assim sua atividade para um patamar de 46% com relação ao início da pandemia.

Em detalhes, a partir do início de setembro a Alitalia ativará serviços aéreos de Roma para Buenos Aires (4 voos semanais que serão aumentados para 6 em outubro), Tóquio, Argel (6 voos por semana para cada aeroporto), Tel Aviv (4 serviços semanais) e, na rede doméstica, retomará os serviços de Roma para Verona (4 voos diários).

A companhia aérea também aumentará a partir de 1 º de setembro o número de frequências de Roma para Genebra, Bruxelas, Nice, Tunísia (de 14 para 20 voos por semana para cada aeroporto), Zurique (de 10 para 14 serviços semanais) e Cairo (de 6 para 10 voos semanais). Outros aumentos de frequências são esperados em setembro em rotas domésticas, como Roma Fiumicino-Milan Linate, que crescerá de 10 para 22 voos por dia (14 nos finais de semana), e de Roma Fiumicino para Gênova, Bari e Reggio Calábria, que dobrará de 2 para 4 serviços diários em cada aeroporto.

A partir de 1º de outubro, a Alitalia aumentará o número de voos de Roma para Tel Aviv (de 4 para 10 serviços semanais), Amsterdã (de 14 para 24 voos semanais), Tirana (de 14 para 20 serviços semanais) e Genebra (de 20 para 28 voos por semana). Outros aumentos no número de serviços são esperados nas rotas domésticas. Em outubro, a Alitalia operará em um total de 1.100 voos semanais entre seu hub no aeroporto de Roma e 42 destinos domésticos e internacionais.

Retomadas de Milão

A partir do aeroporto de Milão, a partir de setembro, a Alitalia retomará voos internacionais para Frankfurt (14 serviços semanais) e aumentará o número de serviços nas rotas de Milão para Londres, Paris (de 2 para 4 voos por dia em ambos os aeroportos) e Bruxelas (de 12 para 24 serviços semanais). Em setembro, a Companhia Aérea também reiniciará voos entre Milão e Nova Iorque (6 serviços por semana).

A partir de outubro, a Alitalia planeja retomar os serviços internacionais para Düsseldorf (24 voos por semana) e Paris (14 serviços semanais). A companhia também planejou um aumento de frequências a partir de 1º de outubro do aeroporto de Milão para Amsterdã e Frankfurt (de 14 para 24 voos semanais em ambos os aeroportos). Na rede doméstica, a Alitalia aumentará os serviços do aeroporto de Linate para Bari e Nápoles (de 4 para 6 voos por dia em ambos os aeroportos). Em outubro, a Alitalia operará cerca de 670 voos semanais entre Milão e 19 destinos.

Todas as mudanças nas operações da Alitalia nos aeroportos de setembro e outubro serão processadas nos sistemas de vendas e notificadas aos passageiros na próxima semana.

Medidas de segurança

Em conformidade com as leis vigentes, todas as aeronaves da Alitalia são higienizadas com produtos higienizados todos os dias e, graças aos filtros HEPA e à circulação vertical, o ar a bordo não só é renovado a cada três minutos, e 99,7% puro, assim como em uma sala médica estéril.

Todos os passageiros também são obrigados a preencher um formulário de auto-certificação antes do embarque, o que certifica que eles não tiveram contato próximo com pessoas diagnosticadas com Covid-19. Além disso, os passageiros devem levar máscaras de proteção para serem usadas desde sua chegada ao aeroporto e durante o voo, levando em conta que eles têm que trazer um número adequado de máscaras de proteção de acordo com a duração do voo, já que é necessário substituir a máscara por uma nova a cada 4 horas.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Em cena rara, milhões de abelhas infestam avião Airbus A320 indiano

0
Milhões de abelhas encontraram o lugar ideal para criarem suas colmeias: duas aeronaves Airbus A320neo da empresa indiana Vistara