Amaszonas arrenda dois Embraer E190 e define datas dos voos ao Brasil

No fim do ano passado, o presidente da boliviana Amaszonas, Sérgio de Urioste, anunciou que a empresa estaria adquirindo aviões da Embraer e que pretendia criar novos “corredores” aéreos para o Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu. Segundo o executivo, era um sonho da empresa entrar no mercado brasileiro.

Esse sonho torna-se realidade a partir de setembro de 2019, quando chegam os dois E190 já adquiridos através de leasing. São aeronaves novas, com média de idade de 6,5 anos e equipadas com 112 assentos cada.

Nesta terça (6), a empresa divulgou oficialmente quais serão os destinos dos Embraer. Num primeiro momento, os aviões vão operar rotas domésticas na Bolívia, antes de serem colocados nos trechos internacionais. O plano é o seguinte:

La Paz – Santa Cruz a partir de 20 de Setembro – 4x por semana
La Paz – Cuzco a partir de 10 de Outubro – diário
La Paz – Iquique a partir de 11 de Outubro – 4x por semana
La Paz – Uyuni a partir de 29 de Novembro – 2x por dia
Santa Cruz – Cuzco a partir de 16 de Dezembro – 3x por semana
Santa Cruz – Foz do Iguaçu a partir de 15 de Dezembro – 3x por semana
Santa Cruz – Rio de Janeiro
a partir de 15 de Dezembro – 3x por semana

A empresa aérea boliviana possui hoje uma frota de aviões 7 Bombardier CRJ-200 com capacidade para 50 passageiros e 2 DHC Dash-8 para 37 pax, e já faz 80 voos diários atendendo a 15 cidades em seis países. A companhia tem parceria de vôos compartilhados com às aéreas GOL, Air Europa e Aerolíneas Argentinas.

A Amaszonas também trabalha para estabelecer uma empresa no Brasil,. que faria voos fora das grandes rotas, priorizando cidades ligadas ao agronegócio.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.