Amelia Airlines, empresa aérea de verdade, inicia voos regulares com aviões Embraer

É impossível ler o nome dessa empresa aérea e não lembrar da famosa música de Ataulfo Alves, “Ai que saudades da Amélia”, um clássico do samba brasileiro; por isso da brincadeira no título da matéria. Mas, na verdade, falamos de uma companhia aérea que acaba de decolar, ironicamente, operando com aviões feitos no Brasil.

E145 da Amelia

Na semana passada, iniciou operações a Amelia International Airlines, uma startup sediada na Eslovênia que almeja fazer ligações entre pontos que considera estratégicos na Europa, segundo noticiou o site especializado Tango Six .

Apesar de ser uma estreante, não podemos dizer que a Amelia International Airlines é uma companhia aérea totalmente iniciante, já que foi criada este ano pelo Regourd Aviation, reconhecido grupo aeronáutico local, fundado em 1976. Anteriormente, o grupo se dedicava ao negócio de ACMI sob o nome Aero4M, que também fazia voos charter. Agora, com a criação da Amelia, todos os negócios foram unificados sob seu nome.

E parece que a empresa tem apreço por aeronaves da Embraer, uma vez que sua frota está composta atualmente por treze aeronaves, sendo oito jatos regionais E145, três E135, um ATR72-600 e um Falcon F900EX. Outro ATR42-500 se juntará à frota neste ano.

Por onde andará a Amelia?

A Amelia International Airlines começará voando entre Rodez, na França, e Orly, perto de Paris. O tempo de voo entre essas duas cidades francesas é de 1 hora e 15 minutos. Atualmente, a rota é servida pela Flybe, sob um contrato especial com o governo francês que venceu em 18 de janeiro, o qual foi assumido pela Amelia.

Para este contrato, a Flybe recebeu mais de 4,5 milhões de euros pelo período de quatro anos, mais o valor das passagens, espera-se que o montante a ser pago à Amelia seja semelhante, para operar três rotações diárias em dias da semana e mais três entre sábado e domingo.

Mapa de assentos do E145

Onde mais importa

A falência deste ano da Adria Airways deixou a Eslovênia com apenas uma companhia aérea, a própria Amelia International Airlines – embora um empresário local tenha dado a entender que vai estrear nova empresa aérea para voar em breve, substituindo a Adria. Por outro lado, o governo esloveno também declarou recentemente que não tem mais intenção de estabelecer uma nova companhia aérea nacional. 

Apesar da presença de várias empresas estrangeiras na Eslovênia, a Amelia certamente conseguirá navegar nessas rotas deixadas pela Adria, sua frota de aviões pequenos também parece ajudar a garantir esse match.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.