American Airlines avisará aos passageiros quando voo estiver lotado

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Novidades têm aparecido todos os dias enquanto o mundo combate a pandemia do novo coronavírus. Algumas delas certamente permanecerão em nossas vidas por algum tempo e outras, talvez, sejam permanentes. Veja como a American Airlines está lidando com a questão do receio dos passageiros de voarem em voos lotados.

Em novo comunicado de imprensa, a empresa estadunidense revelou novas medidas para dar flexibilidade adicional aos passageiros à medida que embarcam em viagens aéreas em meio a preocupações em torno da pandemia de coronavírus (COVID-19).

Uma das iniciativas tomadas pela empresa aérea refere-se à extensão do prazo de isenção de taxa de remarcação até 30 de junho para viagens até 30 de setembro de 2020. Esta oferta se aplica a bilhetes comprados até 30 de junho e, como parte dessa oferta, os passageiros podem alterar, inclusive, origem e destino.

Notificações aos pax

Num primeiro momento, a American limitará o número de passageiros em cada aeronave. Além disso, os agentes do Serviço de Atendimento ao Cliente também podem reatribuir assentos para criar mais espaço entre as pessoas a bordo ou para acomodar famílias que precisam estar sentadas juntas. Uma vez concluído o embarque – levando em consideração as restrições de peso ou balanceamento da aeronave – os passageiros podem mudar para outro assento.

À medida que mais pessoas voltarem a viajar, a American terá novas ferramentas para notificar os clientes e permitir que eles passem para voos menos cheios, quando disponíveis, tudo sem incorrer em nenhum custo.

Essa talvez seja uma iniciativa que vem para ficar por um bom tempo, embora no futuro possa até ser um serviço pago e uma nova fonte de receita para a empresa aérea. De toda forma, nesse momento em que as curvas de contágio começam a descer, é importante testar ações como essas para atrair as pessoas de volta aos aviões.

Dentre outras ações, a companhia aérea expandiu a frequência de limpeza nas áreas aeroportuárias sob seu controle, incluindo áreas de portões, lojas de bilhetes, balcões de atendimento a passageiros, escritórios de serviço de bagagem e salas de membros da equipe.

A American também aprimorou a limpeza de aeronaves, distribuiu lenços e gel higienizantes para os clientes e reduziu as interações entre os comissários de bordo e os clientes, limitando a entrega de alimentos e bebidas.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias