Início Empresas Aéreas American Airlines prevê cenário pior para a aviação em maio e corta...

American Airlines prevê cenário pior para a aviação em maio e corta mais voos

A American Airlines reduzirá ainda mais seus voos em abril e maio, enquanto tenta se ajustar à rápida deterioração da demanda de clientes devido à pandemia da Covid-19.

Boeing 737 MAX parados agora têm companhia

A American, que tem sede em Dallas / Fort Worth, está fazendo mais cortes de voos, ainda que o Congresso Americano tenha aprovado um estímulo de US$ 2 trilhões, que inclui mais de US$ 50 bilhões para companhias aéreas comerciais, sendo US$ 25 bilhões em subsídios diretos.

Em uma mensagem de vídeo, o CEO Doug Parker disse que a empresa poderia receber US$ 12 bilhões em assistência federal, embora ele tenha dito que há dúvidas sobre que tipo de condições as concessões e empréstimos podem ser feitos.

Ainda assim, a empresa anunciou que cortará os voos domésticos de 60% para 70% em abril, em comparação com os planos originais, e de 70% para 80% em maio. Os voos internacionais cairão de 80% a 90% nesses meses, e a companhia aérea permanecerá operando apenas algumas poucas rotas.

Somente em Dallas, a empresa tem 33.000 funcionários e continua buscando voluntários para licenças não-remuneradas ou parcialmente remuneradas. “Embora a pouca quantidade de licenças mantenha nossa equipe completa empregada e com todos os benefícios durante a crise, haverá menos horas para trabalhar para muitos de nossos membros”, disse Parker. “Muitos grupos terão um pagamento mínimo pelos próximos meses”.

Outras companhias aéreas também estão em processo de cadastrar trabalhadores para licenças voluntárias parcialmente pagas e não pagas por até um ano, o que poderia ajudar a reduzir as despesas com a folha de pagamento.

Março já tem registrado 90% menos passageiros voando

Os dados da TSA mostram que os números de passageiros das companhias aéreas dos EUA caíram em média 90% em comparação com o ano passado, e membros das tripulações da American e da Southwest, por exemplo, dizem que estão voando aviões com menos de uma dúzia de passageiros.

“Posso garantir que estamos perdendo dinheiro em todos os voos e muito dinheiro”, disse o CEO da Southwest Airlines, Gary Kelly, em um vídeo postado no YouTube na quinta-feira à noite. “E isso não é sustentável”. Kelly disse que o pacote de estímulo do Congresso dá flexibilidade, na tentativa de evitar que funcionários sejam prejudicados.

“Isso nos dá outra opção”, disse Kelly. “Temos a oportunidade de levantar capital nos mercados privados e agora também temos essa oportunidade com o governo federal.”

Muitos operadores estão otimistas que as coisas começam a se estabilizar a partir de junho e que os voos sejam gradativamente recolocados na malha aérea.

Sair da versão mobile