American Airlines suspende voos para Manaus e reduz frequências para SP e RJ

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Com a pandemia ainda influenciando diretamente nos rumos da economia e criando incertezas, somando-se a isso as fronteiras fechadas para brasileiros ao redor do mundo, a American Airlines decidiu rever suas operações aéreas para o Brasil.

A mais nova alteração na agenda de voos da empresa aérea inclui a suspensão do voo entre Miami e Manaus até 2 de novembro, bem como na redução dos voos com destino a São Paulo e Rio de Janeiro. O serviço diário de Dallas para Guarulhos será reduzido para três voos por semana. De Nova Iorque, idem. Por sua vez, de Miami, os voos ao Rio baixam de diários para três vezes por semana.

O Brasil não é o único a ver menos aviões da American nos próximos meses, o Peru também terá uma redução na quantidade de voos e o Chile, que recentemente fechou suas fronteiras por um mês, também segue no mesmo rumo.

As companhias aéreas da região esperavam alguns contratempos durante a recuperação da crise, mas o aumento mais recente nas infecções está criando novas camadas de incerteza para algumas operadoras que há poucos meses acreditavam que o pior já havia passado. 

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias