American bate o martelo: Cancela A350 e encomenda 787 para substituir o 767

A Boeing e a American Airlines anunciaram hoje um acordo histórico: 47 encomendas + 28 opções de compra para o 787 Dreamliner, tornando a aérea americana a maior operadora do Dreamliner no mundo.




O negócio avaliado em $12 bilhões de dólares em preço de tabela é o resultado do cancelamento do pedido de 22 Airbus A350, encomendas ainda da finada US Airways que foi adquirida pela American. Agora a americana se tornará uma companhia totalmente Boeing em aviões de longo curso.

O menor Boeing 787-8 irá substituir o 767-300ER, já o 787-9 irá substituir os A330-200/-300 e os 777-200ER mais antigos. No pedido de agora – que se soma com a primeira encomenda de 42 Dreamliners – serão 22 unidades do modelo -8 e 25 do -9.

Totaliza-se 89 Dreamliners entre entregues e pedidos, ultrapassando a japonesa ANA que conta com 83 Boeings 787 na mesma situação. Além disso as entregas do 737 MAX foram postergadas, segundo rumores da indústria seria a má aceitação da configuração interna da aeronave (sem entreterimento individual e pouca distância para as pernas).

Pela Assessoria de Imprensa da Boeing

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos