Início Eventos ANAC debate agenda regulatória estratégica na AirConnected DX 2020

ANAC debate agenda regulatória estratégica na AirConnected DX 2020

Com apoio da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), da Infraero, de órgãos do Governo Federal, de empresas aéreas e empresas de negócios e tecnologias voltadas para o transporte aéreo, será realizado entre os dias 24 e 25 novembro o AirConnected DX 2020. O evento tem a proposta de envolver toda a cadeia do setor aéreo para discutir sobre a colaboração entre os diferentes atores para encontrar alternativas sustentáveis para adaptação frente o novo cenário imposto pela pandemia de COVID-19.

O encontro é uma iniciativa das empresas Necta e Fenelon Advogados e será realizado em formato virtual, por meio de plataforma dedicada Reunirá palestrantes nacionais e internacionais, além de uma exposição virtual. A temática principal envolve a necessidade de flexibilidade e adaptação de todos os envolvidos no setor aéreo nacional para superar as dificuldades da realidade atual.

Sob o tema Futuro pós-coronavírus: a interligação do ecossistema para manter o mundo conectado, o evento traz uma Agenda Estratégica com foco na regulação do setor no Brasil, por meio do Painel Agenda Estratégica Parceiro – ANAC, com foco no Programa Voo Simples.  O Painel será realizado no segundo dia do evento (25/11), às 15h. 

Além do diretor-presidente da ANAC, Juliano Noman, participam da discussão desse programa exclusivo da Agência, a superintendente de Pessoal de Aviação Civil, Mariana Altoé; o superintendente de Padrões Operacionais, João Garcia; o superintendente de Aeronavegabilidade, Roberto Honorato; e o superintendente de Infraestrutura Aeroportuária, Giovano Palma.

O painel abordará temas como: lançamento do Programa Voo Simples, consulta do Regulamento Brasileiro da Aviação Civil (RBAC) nº 61, abertura das bancas de provas, propostas para o RBACs 91 e 135, simplificação do Registro de Aeronaves (RAB), consultas públicas abertas (mecânicos de aeronaves e experimental), consulta que retira a necessidade de autorização prévia para construção de aeródromo, Planos de Zoneamento de Ruído (PZR), estudo de operação anfíbia no Brasil, entre outros pontos.

O diretor-presidente da ANAC, Juliano Noman, também participa da Cerimônia de Abertura do AirConnected DX 2020, que acontece no dia 24/11, às 09h.

Participação da ANAC na programação geral

Os diretores da Agência também participam da agenda de discussões juntamente com especialistas de empresas e entidades com atuação no setor, confira a programação:

24/11 – 09h50 às 12h: a chefe da Assessoria de Comunicação Social da ANAC, Karen Bonfim, participa da Abertura: Conectividade e desenvolvimento econômico – Parte 2. Bate-papo com jornalistas sobre o setor de aviação.

 24/11 – 13h às 15h: o superintendente de Padrões Operacionais da ANAC, João Souza Dias Garcia, debaterá sobre Aviação Executiva: Desafios e oportunidades para a retomada.

24/11 – 15h às 17h: o diretor Rafael José Botelho Faria palestrará sobre Aviação Regional: Desafios e oportunidades para a retomada.

25/11 – 10h às 12h: o diretor Ricardo Bisinotto Catanant participa do painel Aviação Comercial: Desafios e Oportunidades para a Retomada – Companhias Aéreas.

25/11 – 10h às 12h: o diretor Tiago Sousa Pereira palestrará sobre Infraestrutura: Desafios e Oportunidades para a Retomada – Concessão de Aeroportos.

25/11 – 13h às 15h: o diretor Rafael José Botelho Faria participa do debate sobre Aviação Comercial: Desafios e oportunidades para a retomada – Turismo.

25/11 – 15h às 17h: a superintendente de Serviços Aéreos SAS da ANAC, Ana Paula Machado, palestrará no Painel Women IN Aviation – Brazil: As Mulheres no Setor da Aviação.

25/11 – às 17h: o procurador geral da ANAC, Gustavo Albuquerque, participa do Painel Regulação desafios e oportunidades para a retomada – Air Law Brasil.

A programação completa do evento está disponível no link: https://airconnected.com.br/programacao-air-connected-dx/ 

Para participar, basta se inscrever pelo  link: https://airconnected.com.br/inscricoes/

Com informações da ANAC.

Sair da versão mobile