Início Regulamentação ANAC e PF interditam aeronaves com suspeita de adulteração, em SP

ANAC e PF interditam aeronaves com suspeita de adulteração, em SP

Agentes da ANAC e da PF analisam aeronave com suspeita de adulteração. IMAGEM: Divulgação ANAC

Uma operação conjunta da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e da Polícia Federal (PF) interditou duas aeronaves que estariam sendo utilizadas em suposta associação ao contrabando de entorpecentes entre o Brasil e países vizinhos. Na ação, os agentes encontraram diversas peças aeronáuticas com sinais de adulteração.

A missão, batizada de Fuselo, em referência ao pássaro com maior autonomia de voo do mundo, ocorreu ontem, 24, na cidade de Vera Cruz (SP). As aeronaves foram encontradas na empresa Triângulo, de manutenção aeronáutica. Os agentes da ANAC e da PF também cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do proprietário da oficina e dono de uma das aeronaves interditadas.

Ao final da operação foram constatadas irregularidades de manutenção de aeronave, como a falta de registro de reparos aeronáuticos, componentes sem rastreabilidade e o uso de partes de diferentes aeronaves para a reconstrução. Todo o material recolhido na ação ficará retido até que seja analisado e periciado por agentes da Polícia Federal.

A partir das provas obtidas na operação, a Agência irá instaurar um processo administrativo para apurar as responsabilidades dos envolvidos no caso. Se comprovadas as infrações, eles poderão responder administrativamente e poderão ser punidos com multa, suspensão de habilitação e até cassação do certificado da organização de manutenção. Por se tratar de possível ação criminal, o caso será encaminhado ao Ministério Público Federal.

Informações da ANAC

Sair da versão mobile