No ano de menor movimento devido à Covid, aeroporto tem recorde de armas apreendidas

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Oficiais da Administração de Segurança de Transporte (TSA) no Aeroporto Internacional de Richmond, nos Estados Unidos, pararam uma mulher com uma arma carregada no último dia de 2020, para encerrar o ano com 22 armas apreendidas nos postos de controle do aeroporto.

Aeroporto Internacional de Richmond – Imagem: JOE MAHONEY / CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Este é o recorde de maior número de armas confiscadas em um único ano no aeroporto, mesmo com o baixo volume recorde de passageiros devido à pandemia da Covid-19.

Os oficiais da TSA pararam a mulher do condado de Chesterfield, na Virgínia, com uma arma calibre .40 carregada com quatro balas na quinta-feira, 31 de dezembro. A arma estava entre os itens em sua bolsa de mão enquanto passava pela máquina de raio-X do ponto de verificação de segurança no aeroporto.

A TSA alertou a polícia do aeroporto, que respondeu ao posto de controle, confiscou a arma e indiciou a mulher.

A arma apreendida com a mulher – Imagem: TSA

“Quando você considera que o volume de passageiros em Richmond foi significativamente menor em 2020 devido à pandemia, é uma tendência extremamente decepcionante”, disse Chuck Burke, Diretor de Segurança Federal da TSA para o Aeroporto Internacional de Richmond.

“A equipe da TSA aqui em Richmond International é forte e eles são bons em seus trabalhos e focados na missão. Com menos viajantes em 2020, a expectativa era que menos armas de fogo fossem trazidas para o aeroporto, mas isso não aconteceu”, completou o Diretor.

Não poder levar uma arma no avião não é novidade. A TSA existe há 19 anos, mas mesmo nas décadas anteriores à TSA já havia um regulamento que proibia armas em um avião. No entanto, este ano, houve uma quantidade exorbitante de viajantes tentando fazer exatamente isso.

As consequências são caras. A TSA impõe severas penalidades financeiras federais quando uma arma é detectada no posto de controle. É uma multa que chega a milhares de dólares, e a TSA tem o direito de emitir uma penalidade civil para os viajantes que portarem armas em um posto de controle.

Uma primeira infração típica por carregar uma arma carregada em um posto de controle custa US$ 4.100, e pode chegar a US$ 13.669, dependendo das circunstâncias agravantes.

Isso se aplica a viajantes com ou sem autorização de porte de arma de fogo porque, embora um indivíduo possa ter uma autorização de porte de arma de fogo, isso não permite que uma arma de fogo seja carregada em um avião.

Se um viajante com uma arma for membro do TSA PreCheck® (um programa de triagem acelerada de segurança aos viajantes que partem dos Estados Unidos), esse indivíduo perderá seus privilégios TSA PreCheck.

A seguir estão os números de armas apreendidas em postos de controle do Aeroporto Internacional de Richmond nos últimos 6 anos:

– 2015: 6
– 2016: 10
– 2017: 18
– 2018: 14
– 2019: 14
– 2020: 22

A TSA explica sobre como viajar corretamente com uma arma de fogo em seu site. Os viajantes também devem entrar em contato com suas companhias aéreas, pois pode haver requisitos adicionais para viajar com armas de fogo e munições.

Informações da TSA

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

KLM voltará ao Rio de Janeiro com o maior dos seus...

0
No dia 29 de dezembro do ano passado, a empresa aérea holandesa KLM fez o último voo regular para o Rio de Janeiro com o Boeing 787-10