ANP aprova importação e produção do querosene de aviação JET-A no Brasil

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou nessa última quinta-feira, dia 21 de outubro, o início da comercialização de um novo tipo de querosene para aviação no país, o JET-A.

Essa aprovação veio por meio da alteração da Resolução ANP nº 778, de 2019, que estabelece as especificações dos querosenes de aviação fósseis e alternativos. Além disso, as especificações permitem ainda a continuidade do querosene JET-A1, que é o utilizado hoje no Brasil.

Segundo uma nota publicada no site do Ministério de Minas e Energia, o objetivo da alteração da resolução é aumentar a oferta de querosenes, gerando potencial de redução de custos para as companhias aéreas e, com isso, a redução dos preços das passagens aéreas.

Ainda serão introduzidos dois novos querosenes de aviação alternativos, aprovados em 2020 pela ASTM (Sociedade Americana para Testes e Materiais), que poderão ser utilizados em misturas com querosenes fósseis.

A alteração regulatória foi avaliada em estudo conduzido pela ANP, com participação da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), entre outros órgãos públicos e empresas nacionais e internacionais do setor, além da ASTM.

Arthur Gimenes Prado
Experiência em TV, rádio e internet como repórter esportivo, comentarista, colunista e redator. Estudante do Ensino Fundamental e criador de conteúdo digital no Instagram, tendo também um canal no YouTube onde mostra experiências abordo e viajando pelo Brasil.

Veja outras histórias

Primeiros testes de voo com combustível SAF nos 2 motores mostram...

0
A Airbus anuncia hoje que as descobertas do estudo pioneiro mundial forneceram resultados iniciais promissores.