Antonov AN-124 e AN-225 terão que inspecionar motores após falha não contida de rotor

As autoridades de aviação da Ucrânia ordenaram que aeronaves que utilizam os motores Ivchenko-Progress D-18T inspecionem os propulsores desse modelo após uma falha não contida de rotor.

Avião AN-225 Motores
Motores D-18T da asa esquerda do Antonov AN-225 – Imagem: Larske [CC]

O modelo D-18T equipa aeronaves Antonov AN-124, bem como o único exemplar do gigante AN-225.

O projeto do motor foi desenvolvido na segunda metade da década de 1970 pelo então departamento de design soviético Ivchenko-Progress. O primeiro acionamento do motor em escala real ocorreu em 19 de setembro de 1980, e o voo inaugural de prova, em um avião AN-124, se deu em 24 de dezembro de 1982. Após a companha de testes, o motor foi aprovado em 19 de dezembro de 1985.

A administração da aviação estatal ucraniana diz que uma investigação sobre um “incidente grave”, ocorrido com um AN-124, identificou a falha catastrófica do disco do 2º estágio do compressor de pressão intermediária.

Como consequência, partes rompidas do disco atravessaram a parede de contenção do motor, configurando assim a ocorrência como um caso de falha “não contida”.

Avião Antonov An-124 Volga
Antonov AN-124

Avião Antonov An-225
Antonov AN-225

A Diretiva de Aeronavegabilidade ucraniana não informa qual foi esse incidente específico que levou à emissão do documento, mas instrui os operadores a realizar uma inspeção única dos discos em todos os motores D-18T série 3.

A diretiva, que entra em vigor a partir de hoje, 25 de março, é uma medida provisória, diz a administração, e mais medidas corretivas devem ser desenvolvidas.

Os operadores devem realizar a inspeção pelo método de “correntes de Foucault” nos encaixes de disco, e o prazo para o cumprimento é de seis meses a partir da data de hoje. Se forem detectadas trincas, o motor deve ser removido para ação corretiva.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.

Comentários estão fechados.