Antonov AN-24 tem pane de motor em voo e retorna ao aeroporto de origem

AN-24 da Polar Airlines – Imagem: Kirill Skurikhin / CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Um avião turboélice Antonov AN-24 apresentou uma pane de motor em voo e seus pilotos optaram pelo retorno ao aeroporto de origem nesta terça-feira, 8 de dezembro.

Segundo reporte do The Aviation Herald, o avião envolvido é operado pela companhia aérea Polar Airlines e cumpria o voo de número PI-223 de Yakutsk para Olekminsk, ambas na Rússia.

O bimotor turboélice levava 31 pessoas a bordo e já estava em rota após a partida de Yakutsk quando a pane se apresentou no motor do lado direito, levando a tripulação a retornar ao aeroporto de origem. A aeronave pousou em segurança em Yakutsk cerca de 1 hora e 25 minutos após a partida.

A companhia aérea relatou que a tripulação do Antonov percebeu um desvio dos parâmetros normais do motor direito e decidiu pelo retorno. Uma aeronave substituta foi alocada para operar o voo.

A região de Yakutsk não é bem servida por receptores de ADS-B que alimentam os sistemas dos sites/aplicativos de rastreamento de voos, portanto, não é possível verificar a trajetória do voo desviado ou a atualização quanto à continuidade ou não do Antonov AN-24 em solo.

O modelo AN-24 tem capacidade para até 44 passageiros e foi projetado na década de 1950 durante a existência da União Soviética. Seu primeiro voo ocorreu em 1959 e a entrada em serviço comercial em 1962, tendo sido produzido até 1979.

Antonov AN-24 – Imagem: Dmitriy Pichugin / GFDL 1.2, via Wikimedia Commons

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Boeing celebra venda de 15 jatos 737 MAX para empresa...

0
A Boeing e Dubai Aerospace Enterprise (DAE) anunciaram hoje (20) que o locador de aeronaves está aumentando seu portfólio 737 MAX