Antonovs 124 são apreendidos por violação de normas ICAO

O tribunal distrital de Kiev prendeu e proibiu a operação de cinco aeronaves Antonov An-124 da companhia russa Volga-Dnepr Airlines a pedido da Direção Central da Polícia Nacional em Kiev.

Antonov An-124

A proibição se deu como consequência de uma disputa entre a Antonov, fabricante ucraniana da aeronave, e a Rosaviation, empresa russa que briga pelo direito de produzir e alterar os aviões ucranianos.

A ação é parte de um processo penal sobre violação das regras do voo, com perigo para a vida humana ou outras consequências graves. Isso porque a Rosaviation estaria fazendo alterações de projeto nas aeronaves da Volga, sendo que a Antonov é a proprietária do Certificado de Tipo de Aeronave e a única empresa com aprovação regulamentar para o fazer .

O tribunal proibiu a operação das aeronave por companhias aéreas e quaisquer outras pessoas, bem como proibiu quaisquer terceiros (como aeroportos, autoridades de aviação, etc) de realizar quaisquer ações relacionadas a pousos e decolagens das aeronaves indicadas.

De acordo com a empresa estatal Antonov, “as operação são uma violação das disposições da Convenção sobre Aviação Civil Internacional e das Diretrizes de Aeronavegabilidade da ICAO. A prisão de propriedade é permitida, a fim de garantir a preservação de provas materiais e indenizações causadas pelo crime.”

As aeronave afetadas pela detenção judicial são os An-124-100 de matrículas RA-82045, RA-82046, RA-82068, RA-82077 e RA-82078.

Informações pelo Economic Truth.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.