Início Empresas Aéreas Apenas 100 passageiros por voo internacional: esse é o limite imposto pelo...

Apenas 100 passageiros por voo internacional: esse é o limite imposto pelo Japão

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

O governo japonês solicitou às companhias aéreas que reduzissem o número de passageiros em voos internacionais que chegam ao país para reduzir a disseminação de novas variantes do coronavírus. A decisão, anunciada na segunda-feira, 8 de março vai atingir o início da alta temporada de viagens no Japão, no começo da Primavera.  

De acordo com o jornal japonês Nikkei Asia, o Ministério dos Transportes do Japão disse às transportadoras aéreas domésticas para limitar as chegadas a 3.400 passageiros por semana. Já em relação às companhias aéreas estrangeiras as restrições são bem mais rígidas, com autorização para operar, no máximo, 100 viajantes por voo.

Os limites mais rígidos são uma resposta ao surgimento de variantes mais contagiosas do vírus em todo o mundo. As novas regras foram tomadas durante a primeira onda de contaminação, em abril de 2020. A medida deve agravar a já difícil situação financeira das empresas aéreas japonesas.

O governo exige rígido isolamento de três dias para todos os viajantes que venham de países onde novas variantes foram confirmadas, caso do Brasil. A quarentena deve ser feita em locais designados pelo Governo, mas como essas acomodações estão cada vez mais escassas, a decisão foi por restringir os desembarques internacionais, a pedido do ministério da saúde.

Mesmo antes da regra, as companhias aéreas já vinham se adaptando ao agravamento da pandemia. A Japan Airlines suspendeu todas as chegadas da França, do Reino Unido e da Alemanha ao Japão até o final de março, além das transferências de passagem.

A All Nippon Airways (ANA) parou de aceitar novas reservas para voos internacionais que chegam ao Japão entre 8 e 21 de março, e disse que pode prolongar a suspensão após esse período. A transportadora de baixo custo Peach Aviation também parou de aceitar reservas para o voo entre Taiwan e Narita.