Apenas LATAM, GOL e Azul irão participar do leilão da Avianca

Nada de novo no horizonte: o leilão das UPIs das Avianca Brasil será composto apenas por empresas brasileiras, reportou a revista Valor Econômico.

O prazo para inscrição no leilão que ocorre no próximo dia 07 se encerrou hoje. Para entrar no leilão das empresas teriam que comprovar capital financeiro suficiente para arremetar ao menos uma das UPIs.

Apenas a LATAM Brasil, GOL Linhas Aéreas e Azul Linhas Aéreas se candidataram e tiveram inscrição aprovadas segundo apurou o Valor. A informação também foi confirmada por fontes do AeroIN.

A lei de Recuperação Judicial prevê a criação de Unidades Produtivas Isoladas, as chamadas UPIs. Estas divisões da empresa incluem os maiores ativos e quem adquiri-lás não terá que arcar com dívidas de qualquer natureza.

  • UPI A – 20 slots de Guarulhos (GRU), 12 slots no Santos Dumont (SDU) e 18 slots em Congonhas (CGH).
  • UPI B – 26 slots de GRU, 8 slots no SDU e 13 slots em CGH
  • UPI C – 6 slots em GRU, 6 slots no SDU e 8 slots em CGH
  • UPI D – 6 slots em GRU, 4 slots no SDU e 4 slots em CGH
  • UPI E – 6 slots em GRU, 4 slots no SDU e 9 slots em CGH
  • UPI F – 23 slots de Congonhas
  • UPI Programa Amigo – Membros, pontos e bancos de dados do programa de fidelidade da Avianca Brasil

No gringo amigo

A falta de empresas aéreas estrangeiras no leilão não é surpresa: a falta de segurança jurídica com a não aprovação da Medida Provisória que abre o capital estrangeiro nas companhias aéreas afastou players importantes.

Apesar doavanço da matéria feito dias atrás, a matéria está distante de ser votada e depois sancionada pelo Planalto. E veio com uma “pauta bomba” para as empresas aéreas nacionais e estrangeiras: um aditivo foi colocado na MP que obriga a gratuidade de bagagem, indo contra o modelo internacional.

Logo apostar num país ainda com moeda fragilizada, falta de segurança jurídica sobre a participação na empresa e que vai de desencontro com o modelo internacional não é atrativo para empresas estrangeiras.

Com informações do Valor Econômico

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos