Apenas para uma data especial, British volta a usar o número BA1 dos voos do Concorde

Concorde da British Airways – Imagem: Aero Icarus / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Enquanto muitas companhias aéreas numeram seus voos apenas porque eles precisam ser numerados para a organização dos serviços, algumas preferem dar significados e motivos especiais para algumas identificações específicas.

É o caso da British Airways, cujo voo de número 001, ou BA1, sempre foi dedicado a prestar um serviço premium diferenciado a seus clientes de mais alto padrão, e agora será usado em um único voo em uma data de significado especial.

O BA1 era o voo que a empresa britânica fazia entre o Aeroporto Heathrow, de Londres, e o Aeroporto John F. Kennedy (JFK), em Nova York, com o icônico Concorde, o único avião da história a efetuar operações comerciais regulares supersônicas.

Depois da retirada do modelo especial de avião de sua frota regular em 2003, a British apenas voltaria a alocar o número BA1 para um novo serviço novamente bastante especial como era o do Concorde. A partir de 2009, colocou o modelo Airbus A318 configurado com apenas 32 assentos em um interior executivo de alto nível para cruzar o Atlântico, dessa vez partindo do Aeroporto London City para o JFK.

O City fica no coração de Londres, porém, é restrito a aviões de menor porte, portanto, o voo de longo curso partindo dali para os Estados Unidos era algo bastante único.

Airbus A318 da British no JFK – Imagem: Alan Wilson / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

O serviço foi bem-sucedido, durando mais de 10 anos, porém, no ano passado, diante dos desafios da pandemia da Covid, a companhia optou por encerrar a rota e retirar o A318 executivo de operação.

Com isso, o voo BA1 voltou a ser deixado “na geladeira” como havia acontecido de 2003 a 2009, porém, ao menos por um dia, ele estará na ativa novamente daqui a duas semanas.

No dia 8 de novembro, um Airbus A350-1000 da British decolará do Heathrow para o JFK identificado como BA1. Mas não se trata do retorno de algum serviço premium da companhia entre Londres e Nova York, e sim, de uma comemoração especial.

Airbus A350-1000 da British – Imagem: Anna Zvereva / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Este será o dia em que os Estados Unidos voltarão a abrir suas fronteiras para receber passageiros que estejam totalmente vacinados e que tenham exame com resultado negativo para Covid-19 nos três dias anteriores à viagem, portanto, representa a reabertura de uma das mais importantes rotas, senão a mais importante, da British Airways.

Segundo o Airways Magazine, a companhia aérea declarou:

“8 de novembro de 2021 é um momento crucial para toda a indústria de viagens. É apropriado que marquemos nosso primeiro voo para os EUA usando o número BA1. Nós não podemos esperar por voltar a dar as boas-vindas a nossos clientes a bordo do BA1 e reestabelecer a união de amizades e famílias através do Atlântico, assim como reestabelecer as ligações comerciais entre os Estados Unidos e o Reino Unido.

Atualização – 08/11: junto ao voo BA1 da British, a Virgin Atlantic coordenou uma decolagem simultânea de seu avião, resultando em bonitas cenas dos dois A350-1000 partindo juntos. Veja os vídeos clicando aqui ou no título a seguir.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Demanda em alta leva Aerolíneas Argentinas a aumentar os voos para...

0
Em 19 de outubro, Buenos Aires e Rio de Janeiro foram conectados novamente com o reinício dos voos da Aerolineas Argentinas após meses