Apenas pessoas vacinadas serão contratadas para trabalhar na Delta Air Lines

Sem vacina não se assina contrato: será assim a partir da próxima segunda-feira na Delta Air Lines, uma das maiores empresas aéreas do mundo.

Divulgação – Delta

Apesar da gigante americana não ser a primeira empresa aérea do mundo a exigir que seus funcionários se vacinem, é a primeira a falar abertamente que só contratará quem já foi vacinado contra o Coronavírus, ao menos para seus funcionários que trabalham nos EUA.

“A Delta sabe que a vacina é a melhor ferramente para proteger cada um de nós e colocar um fim na pandemia, e hoje está com 60% dos funcionários já vacinados, e para ajudar a manter esta trajetória, a empresa irá requerer que todos os novos funcionários já estejam vacinados”, afirmou a Delta, em nota oficial.

A medida começará a valer já na próxima segunda-feira, dia 17, e tem apenas exclusões para as pessoas que não podem ser vacinadas por alguma contra-indicação e recomendação médica.

Por agora, apesar da recomendação do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA), de que quem está vacinado com a segunda dose não precisar usar mais a máscara em qualquer ambiente, a empresa não deu sinal ainda do fim do uso da cobertura facial a bordo de seus aviões.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias