Início Acidentes e Incidentes Após 2h de voo, pilotos de B777 retornam ao serem avisados de...

Após 2h de voo, pilotos de B777 retornam ao serem avisados de problema em sua decolagem

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A tripulação de um Boeing 777 precisou dar meia volta e retornar ao aeroporto de partida cerca de duas horas desde a decolagem, depois que uma equipe de solo comunicou sobre um problema na decolagem do jato.

Imagem: Magic Aviation / CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

Segundo informações do Aviation Herald, o fato foi registrado no dia 23 de março com o Boeing 777-300 registrado sob a matrícula A7-BAE, operado pela Qatar Airways, que estava realizando o voo de número QR-832 de Doha, no Qatar, para Bangkok, na Tailândia.

Ainda na decolagem do Aeroporto Internacional de Doha, a tripulação ouviu ruído anormal durante a corrida de pista, semelhante a um impacto na parte inferior da fuselagem.

A princípio, os pilotos suspeitaram de um bird strike (termo usado para se referir a uma colisão com pássaros) ou de danos nos pneus do trem de pouso dianteiro. Mas, como não havia nenhuma indicação anormal, como, por exemplo, de variação na pressão dos pneus, eles resolveram continuar o voo.

Após 2.000 quilômetros, já em voo de cruzeiro a 37.000 pés e em espaço aéreo indiano, a tripulação foi informada pela equipe de solo de Doha que, após inspeção na pista 34R, foram encontrados pedaços de pneu. Diante da informação, a tripulação resolveu retornar a Doha após pouco mais de duas horas em voo.

Aeronave retornando para Doha / Imagem: FlightRadar24

A aeronave fez meia-volta e, como é observável no rastreio de radar acima, por razões ainda não detalhadas, executou uma volta de espera antes de efetivamente tomar o rumo de volta a Doha.

O motivo do retorno à origem, ao invés da continuidade até o destino, possivelmente se deve ao momento atual das restrições da Covid-19, que podem gerar contratempos caso a tripulação precise ficar em outro país em decorrência de um problema no pouso.

Já nas proximidades de Doha, ainda foram executadas duas órbitas de espera, embora não haja informações que permitam concluir se estavam relacionadas a alguma verificação antes do pouso ou apenas a sequenciamento de tráfego aéreo.

O B777 em órbitas na chegada a Doha – Imagem: FlightRadar24

O Boeing 777 pousou em segurança pouco depois das 19h00 locais (16h00 UTC), quase cinco hora e meia após ter saído do portão de embarque, e então parou em uma taxiway ao lado da pista, onde permaneceu por 22 minutos antes de voltar a se deslocar, indicando que realmente deve ter havido dano a algum pneu.

A posição em que o B777 ficou parado na taxiway – Imagem: FlightRadar24

Até a publicação desta matéria na manhã do dia 25 de março, a aeronave permanecia em solo em Doha e nenhuma informação adicional sobre o incidente havia sido divulgada pela companhia aérea ou pela autoridade de aviação do país árabe.

Sair da versão mobile