Após confusão com muçulmanos, Air India diz que vai permitir ‘água Zamzam’ em voos

Culpando as restrições de peso das aeronaves, a Air India proibiu que alguns de seus voos levassem a “água sagrada” dos muçulmanos. Passageiros ficaram indignados.

A Air India voltou atrás em sua decisão e disse nesta terça-feira (9) que os peregrinos que retornam de Meca depois do Hajj poderão levar a água benta do poço Zamzam dentro da franquia de bagagem permitida.

O poço de Zamzam está localizado em Meca, na Arábia Saudita, e muitos peregrinos do Hajj trazem a água sagrada do poço para a família e os amigos. O problema é que os peregrinos costumam levar para casa galões de 5 litros ou mais, causando um peso extra.

Em 4 de julho, a equipe da Air India em Jeddah escreveu para todos os agentes de viagens informando que até 15 de setembro, devido a mudança de aeronaves e limitação de assentos, não seriam permitidos galões de Zamzam nos voos diários AI966 (Jeddah-Hyderabad-Mumbai ) e AI964 (Jeddah-Cochin).

Peregrino carrega água do Poço de Zamzam




A decisão causou furor e indignação entre os passageiros muçulmanos, que são a maioria desses voos, principalmente nessa época do ano.

Dada a repercussão negativa, nesta terça-feira (9) a empresa indiana tuitou: “Com referência às instruções relativas ao não transporte de latas de Zamzam, no AI966 e AI964, queremos esclarecer que os passageiros estão autorizados a transportar a água de Zamzam dentro de sua franquia de bagagem permitida. Por favor, aceitem nossas desculpas pelo inconveniente causado”.

Mais tarde, a Air India também divulgou um comunicado, permitindo uma franquia extra para a água Zamzam. Assim disse a empresa:

“A franquia de bagagem em todos os voos comerciais operando fora da Arábia Saudita é uniformemente 40 kg. Será concedida uma permissão especial de 5 kg aos passageiros, para que possam levar seus galões de Zamzam. Este subsídio especial é exclusivamente para Zamzam).

Nessa época do ano, os voos para Arábia Saudita são realizados com aeronaves Boeing 747 e 777.

Da Wikipedia: O poço de Zamzam (poço Zamzam, ou apenas Zamzam ou Zenzem; em árabe: زمزم, significando «copioso» ou «abundante») é um poço considerado sagrado, localizado em Meca, a poucos metros ao leste da CaabaArábia Saudita. Possui 35 metros de profundidade e é coberto por uma cúpula. Segundo a crença islâmica este poço foi aberto pelo Anjo Gabriel, para salvar Agar e seu filho Ismael de morrer de sede no deserto, por isso também é conhecido pelo nome de Poço de Ismael. Milhões de peregrinos visitam o poço a cada ano durante a realização do Haje, e bebem água dele extraída, considerada medicinal.[1]

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.