Início Empresas Aéreas Após falência da Thomas Cook, subsidiária escandinava será rebatizada com outro nome

Após falência da Thomas Cook, subsidiária escandinava será rebatizada com outro nome

Airbus A330 Thomas Cook Scandinavia
Airbus A330-300 da Thomas Cook Scandinavia

Ajudadas por fundos de investimentos privados ou por governos locais, as suas subsidiárias Thomas Cook Scandinavia e a alemã Condor Airlines continuaram a voar mesmo após a falência do mega grupo britânico.

Enquanto que a Condor manterá sua marca, essa semana a Thomas Cook da Escandinava anunciou que será rebatizada como Sunclass Airlines. O novo nome foi escolhido pelos investidores do grupo Strawberry, Altor Funds e TDR Capital. Curiosamente, a logo atual, com o coração dourado, será mantida, pelo menos temporariamente.

Para a aérea escandinava, os grupos de investidores garantiram $620 milhões de dólares para aumentar a liquidez e fazer pagamentos de credores. Na Alemanha, a Condor fez um empréstimo de recursos do governo local no montante de €380 milhões de euros. A empresa cortou rotas para o Brasil, mas continua a operar na Europa normalmente.

Segundo informações do FlightGlobal, toda a tripulação, rotas e números de voos serão mantidos. Até agora não foi divulgado se haverá uma mudança futura no modelo de negócios da companhias aérea, que é uma leisure airline, ou seja, focada em destinos turísticos e pacotes de viagens.

Atualmente, a Thomas Cook da Escandinava opera uma frota composta por 11 jatos, sendo sete Airbus A321 e quatro A330ceo das variantes -200 e -300.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A