Início Acidentes e Incidentes Após polêmica, PIA decide suspender um terço dos pilotos devido a licenças...

Após polêmica, PIA decide suspender um terço dos pilotos devido a licenças falsas

Após um acidente fatal que aponta para falha dos pilotos, e uma fala polêmica do ministro da aviação, a PIA irá suspender até um terço de seus pilotos.

Boeing 777 da PIA pousa em Barcelona, Catalunya

A decisão vem após o Ministro da Aviação paquistanês Ghulam Sarwar fazer uma declaração que deixou o setor aéreo preocupado, à luz do recente acidente com o Airbus A320 da PIA, a Pakistan International Airlines.

O ministro disse que cerca de 40% dos pilotos do país têm licenças falsas para voar e, sendo a PIA a única aérea regular no país, excluindo a pequena Airblue com apenas 10 aviões, a aérea decidiu fazer um pente-fino em seus pilotos.

Na ocasião, o ministro afirmou que os pilotos não faziam a prova, mas sim outras pessoas, e que isso era recorrente no país que tinha até 236 pilotos neste esquema, sendo que 150 seriam na PIA.

A empresa atualmente conta com 434 pilotos, sendo assim mais de um terço de seus comandantes e primeiro-oficiais estariam com algum tipo de fraude nas licenças de voo segundo revelou o jornal alemão DW.

Falha humana teria causado o acidente segundo relatório

O relatório preliminar revelou muitas coisas surpreendentes do acidente do Airbus A320 da PIA. Dentre elas, que o trem de pouso foi baixado e depois recolhido novamente antes do pouso, fazendo com que o avião pousasse “de barriga”.

Os pilotos não conseguiram chegar na altitude prevista, e tentaram reverter isto descumprindo normas e procedimentos. Outro ponto revelado é a preocupação dos pilotos com o coronavírus, veja abaixo:

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A