Após deixar a Emirates, primeiro Boeing 777-300ERSF do mundo faz testes em Israel

Foto: TLV Spotters

Um Boeing 777-300ER tem feito vários testes que antecedem a sua transformação em cargueiro no aeroporto de Tel Aviv, em Israel. Esse será o primeiro avião do modelo no mundo, mas não pense que foi tarefa fácil, já que ele não poderia fazer um voo direto dos Emirados Árabes para Israel por questões geopolíticas e, portanto, voou 2 mil quilômetros a mais do que o necessário.

A conversão será feita pela Israel Aerospace Industries, líder no setor de conversão de aeronaves de passageiros para cargueiros e funções militares. O flagra da chegada foi feito pelos fotógrafos da página TLV Spotters. O jato pertencia à Emirates e será o maior bimotor cargueiro do mundo, quando vai receber a nova designação 777-300ERSF, de Extended Range Special Freighter (Cargueiro Especial com Alcance Extendido).

Este 777 foi entregue para a Emirates em 2005 com a matrícula A6-EBB. Em fevereiro foi retirado de serviço e desde então estava estocado no Aeroporto de Sharjah, emirado vizinho de Dubai.

Parada diplomática na Grécia

Em junho, a aeronave saiu de Sharjah e voou até Atenas na Grécia, de onde prosseguiu para Tel Aviv. O motivo dessa grande volta é que os Emirados Árabes Unidos não reconhecem Israel como um país, e vice-versa, logo não têm relações diplomáticas e voos diretos entre eles são muito raros.

Por causa desta volta, o Boeing percorreu 4.478 quilômetros, aproximadamente, sendo que o voo fosse direto seriam apenas 2.143 quilômetros voados. O Boeing teve que fazer a escala na Grécia, antes de prosseguir para Tel Aviv. A aeronave desde então tem feitos voos de teste preparatórios e ainda não teve sua porta de carga traseira cortada.

Esta nova versão do 777-300ERSF irá levar 25% mais volume de carga que o 777F (que é baseado 777-200LR) e 15% a mais que o 747-400BCF, o qual pretende substituir.

O seu alcance é de 4.650 milhas náuticas (8.611km), que é em torno de 400 km a mais que o 747-400F e mais de 1.000km a mais que o -400BCF (o 747-400 de passageiros convertido para carga).

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias