Início Acidentes e Incidentes Após pane, motor esquerdo de B777 é trocado e, ao partir, motor...

Após pane, motor esquerdo de B777 é trocado e, ao partir, motor direito apresenta pane

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Boeing 777-300ER KLM Orange Pride
O Boeing 777 PH-BVA – Imagem: Golfgenesis / CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Pouco mais de 1 mês atrás, reportamos um incidente em voo no qual os pilotos de um Boeing 777 da companhia aérea holandesa KLM precisaram desligar um motor e desviar para o aeroporto de Pequim, na China, após terem decolado de Xangai, também na China, com destino a Amsterdã, na Holanda.

Na ocasião, o Boeing 777-300ER registrado sob a matrícula PH-BVA indicou aos pilotos que o detector de limalha (“chip detector” na nomenclatura em inglês) do motor esquerdo identificou excesso de partículas metálicas no óleo, o que poderia significar um desgaste importante de algum componente interno do propulsor (clique aqui caso queira rever todos os detalhes da ocorrência).

Como consequência, a empresa aérea precisou fazer a substituição do motor afetado para enviá-lo a uma análise mais aprofundada de seus componentes, e, segundo o The Aviation Herald, o trabalho de troca foi executado por uma empresa local de manutenção, pois as regras de restrição de viagem da Holanda por conta da Covid-19 tornaram inviável a ida de uma equipe de manutenção da própria KLM até a China (eles não poderiam voltar ao país após a estadia no destino).

Os serviços terceirizados foram feitos ao longo de janeiro e, após concluídos, os dois motores do Boeing 777 foram testados na última quinta-feira, 4 de fevereiro, constatando-se que o jato estava apto a retornar aos voos.

Porém, também segundo informações do AvHerald, uma nova pane, dessa vez com o outro motor, impediu mais uma vez a ida do “triplo-sete” até sua base na Europa.

A tripulação que voaria o PH-BVA chegou a Pequim nas primeiras horas desta segunda-feira, 8 de fevereiro, em outro avião da KLM. Tudo foi preparado para a partida até que, no momento do “pushback” (deslocamento da aeronave pelo trator de reboque para a saída), os pilotos receberam uma indicação de falha no motor direito.

O Boeing 777 foi movimentado de volta para a posição inicial, os tripulantes desembarcaram e, pouco depois, voltaram a Amsterdã na aeronave que os havia levado até Pequim (pois, se ficassem na China aguardando o reparo, ficariam proibidos de retornar à Holanda).

Até a publicação desta matéria, segundo dados do FlightRadar24 o PH-BVA continua em solo na China, e ainda não há informações sobre a natureza da nova pane.