Após um ano parado, maior avião turboélice do mundo está voando novamente

An-22 descarrega os helicópteros em Bagdá

Se o maior avião comercial a jato que existe é um Antonov (o AN-225), o maior turboélice também. E o mais curioso de tudo é que ambos são únicos.

Nesse artigo, gostaríamos de dar destaque especial ao Antonov An-22, uma obra-prima da engenharia soviética, cuja única aeronave em uso civil no mundo está voando novamente, após mais de um ano sumido dos aeroportos.

Esse sumiço teve uma razão. Por um ano inteiro, o Antonov An-22 com prefixo UR-09307 esteve passando por uma manutenção pesada na Ucrânia.

Felizmente, agora que essa etapa foi concluída, a aeronave de 45 anos voltou. E sua primeira missão aconteceu recentemente, quando voou para cumprir com um contrato firmado entre a Antonov e o Ministério da Defesa espanhol para transporte de helicópteros e peças de reposição de Madri para Bagdá.

Graças ao seu porão de carga com 4,4 metros de altura, ele foi a ferramenta ideal para o trabalho, já que os rotores dos helicópteros espanhóis não precisaram ser desmontados, reduzindo o tempo de entrega. 

Mitológico

O An-22 foi o primeiro mega-cargueiro do mundo. Na década de 1950, o Exército Soviético precisava de um avião de transporte capaz de levar equipamentos pesados ​​por longas distâncias. A Antonov desenvolveu então uma nova aeronave e o projeto recebeu o nome de An-20. Quando o protótipo foi lançado em 1964, ele foi finalmente batizado de An-22. Seu voo inaugural foi concluído com sucesso em 27 de fevereiro de 1965.

O Antonov An-22 parece um An-12 ampliado, mas tem uma cauda dupla atraente, que o diferencia. Graças à sua carga útil de 80 toneladas, ganhou o apelido de “Antey”, o nome russo para “Anhaeus”, o gigante da mitologia grega. 

Turboélice para todas as pistas

Graças a um trem de pouso extra-forte com 14 rodas, a aeronave também pode decolar e pousar em pistas não-pavimentadas, decolar com apenas 1.300 metros e, quando totalmente carregado, o pode cobrir uma distância de cerca de 5.000 quilômetros – números impressionantes.

Antonov turboélice
Foto de Vasiliy Koba [CC BY-SA 4.0] via Wikimedia Commons

Apenas 68 unidades do AN-22 foram construídas, das quais 59 foram descartadas ou não são mais aeronavegáveis. Oito An-22 ainda estão voando para a Força Aérea Russa. 

O torna esse retorno histórico é o fato do UR-09307 ser o único exemplar civil voando no mundo, o qual é operado pelo companhia aérea de seu fabricante, a Antonov Airlines.

Veja mais alguma características desse incrível turboélice:

  • Tripulantes: 5–6
  • Capacidade: 28–29 pax + 80.000 kg de carga máxima
  • Comprimento: 57.92 m
  • Envergadura: 64.4 m
  • Altura: 12.53 m
  • Área da Asa: 345 m2
  • Peso vazio: 114,000 kg
  • Peso máximo de decolagem: 250,000 kg
  • Capacidade de combustível: 43,000 kg
  • Motores: 4 × Kuznetsov NK-12MA
  • Velocidade máxima: 740 km/h
  • Alcance: 5.000 km

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.