Após voo, inspeção acha dano em asa de B767 e não se sabe onde ele ocorreu

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Uma curiosa ocorrência foi registrada no último final de semana, quando um dano foi descoberto após o voo em um Boeing 767 sem que houvesse conhecimento de algum impacto.

Kalitta Air 767
Boeing 767-300F semelhante ao da ocorrência

Segundo reporta o The Aviation Herald, a aeronave envolvida foi o Boeing 767-300 registrado sob a matrícula N760CK, operado pela companhia aérea norte-americana Kalitta Air.

O jato partiu da pista 28R do Aeroporto de São Francisco, nos Estados Unidos, no dia 3 de janeiro, no voo de número K4-1820 para Los Angeles. A tripulação completou um voo aparentemente sem intercorrências, com um pouso na pista 25L de Los Angeles cerca de uma hora após a partida e com taxiamento até um dos pátios de carga.

A chegada do Boeing 767 a Los Angeles – Imagem: FlightRadar24

Porém, segundo registro do sistema de Análise e Compartilhamento de Informações de Segurança da Aviação da Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA), “a aeronave foi descoberta com danos na ponta da asa esquerda”. Até a publicação desta matéria, a FAA ainda classifica como “desconhecido” o nível do dano.

Segundo dados do FlightRadar24, o Boeing 767 permaneceu em solo por pouco mais de 1 dia, cerca 29 horas, até voltar às operações comerciais, o que indica que os danos podem ter sido de rápido reparo ou em alguma parte com possibilidade de substituição.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Avião Boeing 777F Ethiopian Cargo

Voos do B777 cargueiro da Ethiopian em Viracopos serão regulares e...

0
O Aeroporto de Viracopos informa oficialmente que os voos da companhia agora ocorrerão de forma regular e semanal.