Aposentadoria dupla: KLM e Qantas fazem último voo com o Boeing 747

Em um dia histórico e triste na aviação mundial, duas grandes empresas aéreas fizeram seu último voo com o Boeing 747 Jumbo, marcando o fim de uma grande história.

Boeing 747 KLM
Boeing 747 KLM City of Tokyo pousa em Amsterdã

A primeira aposentadoria do dia foi com a australiana Qantas, com um voo saindo da América do Sul: a rota Santiago do Chile – Sydney, feita pelo seu Boeing 747-400ER de matrícula VH-OEE batizado de Nullarbor.

O último voo foi uma aposentadoria precoce, já que a empresa planejava retirar o avião de serviço apenas no final do ano, mas devido à drástica queda na demanda causada pelo Coronavírus, a Qantas se viu forçada a cortar custos e o Jumbo foi a primeira vítima.

Avião Qantas Boeing 747
Boeing 747-400 da Qantas

A mesma situação se repetiu na holandesa KLM, companhia aérea mais antiga do mundo e que fez da rota Cidade do México – Amsterdã o seu último voo de passageiros com o Jumbo, já que continua a operar a versão cargueira nas asas da KLM Cargo.

Na holandesa o 747 foi uma grande estrela: foram 36 unidades operadas desde 1971, das variantes -200, -200M, -300M, -400, -400M e -400F. As variantes M são a versão Combi, que leva carga no mesmo piso dos assentos de passageiros, enquanto a F é a puramente cargueira.

O último voo inclusive foi feito por um 747 Combi, de matrícula PH-BFT, batizado de City of Tokyo em homenagem à capital japonesa. O Jumbo, na chegada em Amsterdã, fez um sobrevoo no aeroporto na altura de 1.500 pés (450 metros), confira abaixo:

Muitas empresas têm usado seus aviões de passageiros para levar equipamentos médicos no combate à pandemia, e o 747-400M parece ser a ferramenta ideal para isso, mas a KLM anunciou que não pretende voltar atrás na decisão de se despetir do modelo por questão de custo.

Voos desta natureza, usando aviões passageiro para transporte de cargas, estão inclusive previstos no Brasil:

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Avião Boeing 737 Ryanair

Bebedeira e baderna em avião gera revolta entre passageiros

0
Grupo que ia para a Espanha causou tumulto ao promover confraternização a bordo regada a multo álcool e falta de respeito.