Aprovado projeto do monotrilho entre Aeroporto de Guarulhos e estação de trens da CPTM

Aeroporto Guarulhos GRU Aiport
Aeroporto internacional de Guarulhos – Imagem: Portal da Copa / CC BY 3.0 BR

Uma enrolada novela sobre a ligação férrea que foi construída para atender ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, mas que não chega até o aeroporto propriamente dito, parece finalmente se encaminhar ao seu fim.

Na última quinta-feira, 26 de novembro, segundo reportou a Folha de São Paulo, o Governo Federal aprovou a construção de um monotrilho, conhecido como “people mover“, entre os terminais do GRU Airport e a estação de trens da CPTM, localizada cerca de 2 km distante do Terminal 3 e no lado oposto da avenida de acesso ao aeroporto.

Originalmente, a própria estação da CPTM ficaria próxima aos terminais de embarque/desembarque, porém, a Concessionária GRU Airport havia barrado o projeto, alegando que ele ocuparia áreas destinadas a futuras obras de expansão de infraestrutura do aeroporto.

Diante disso, a estação foi construída no local atual, e os usuários passaram a se locomover de ônibus até o aeroporto. Enquanto isso, a Concessionária ficou responsável por desenvolver o projeto de uma ligação do tipo monotrilho.

Local da estação da CPTM ao lado do aeroporto – Imagem: FlightRadar24 / Google Maps

A estação da CPTM foi inaugurada em outubro de 2018, mas apenas em março de 2019 o Governador João Doria, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, anunciaram o prolongamento até os terminais de passageiros do Aeroporto Internacional de São Paulo.

“Uma carência que tinha a principal cidade brasileira e o principal aeroporto do país. Encontramos uma solução de engenharia e financeira para viabilizar esta ligação. Portanto, passageiros que desembarcarem em Guarulhos terão acesso ao monotrilho nas três estações dos terminais do aeroporto. E os passageiros desembarcarão diretamente no seu terminal de voo, como em qualquer aeroporto internacional civilizado do mundo”, disse Doria.

O investimento de R$ 175 milhões será custeado com recursos da outorga da Concessionária GRU Airport, portanto, subsidiado pelo Governo Federal. A obra seria iniciada em setembro daquele ano de 2019, com previsão de conclusão em maio de 2021, mas apenas agora, em novembro de 2020, foi assinada a aprovação pelo Ministério da Infraestrutura.

O monotrilho terá 2,6 km de extensão e capacidade de 2 mil passageiros/hora para cada sentido. O monotrilho fará em cerca de seis minutos o trajeto total entre a Estação da CPTM e o Terminal 3, o mais distante.

Linhas e estações do monotrilho – Imagem: Divulgação CPTM

O traçado, que ainda pode sofrer alterações até a fase final de implantação, percorre terrenos da União concedidos para a GRU Airport e, por isso, não haverá necessidade de desapropriações. Com a ligação, a previsão é que os passageiros consigam chegar ao Aeroporto de Guarulhos em 52 minutos a partir da Avenida Paulista e 40 minutos a partir da Estação da Luz.

Agora que o Ministério da Infraestrutura finalmente assinou a liberação, encaminhou-a à Agência Nacional de Aviação Civil, que fará sua avaliação quanto às condições regulamentares do projeto associadas às operações do aeródromo.

Nota: embora o governo paulista tenha chamado o projeto de “monotrilho”, o modelo a ser escolhido deverá ser o “Aeromóvel”, que se movimenta flutuando sobre colchão de ar.

Com informações da Folha e do Governo de São Paulo

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Raro Boeing 747 que viria ao Brasil tem pane de motor...

0
Um raro e clássico Boeing 747-200 que estava previsto para vir para o Brasil nesta semana acabou tendo um imprevisto e ficou no Paquistão.