Argentina Flybondi também anuncia suspensão de todos os seus voos

Após o avanço da COVID-19 e as medidas preventivas de quarentena e isolamento ordenadas pelas autoridades, a Flybondi anuncia que está suspendendo todos os seus voos.

Avião Boeing 737-800 Flybondi
Boeing 737-800 – Imagem: Flybondi

A empresa informa que a parada total se dará ao menos até 30 de abril de 2020, com o objetivo de contribuir para proteger a saúde de todas as pessoas. Nesse contexto, a empresa considera necessário tomar decisões responsáveis ​​e socialmente conscientes, essenciais para diminuir a propagação do vírus.

Os voos serão reativados a partir de 1º de maio de 2020 e a empresa manterá a venda ativa para datas após 30 de abril, embora possa eventualmente ajustar seu cronograma, conforme as decisões do governo sobre a situação mudem.

Apesar da suspensão, a Flybondi afirma estar à disposição das autoridades para contribuir com os voos de repatriamento, com a transferência de pessoas que devem realizar missões humanitárias, bem como o transporte de medicamentos e alimentos.

“Essa pandemia gerou uma crise global e na Flybondi sabemos que é hora de agir mais do que nunca para o bem da sociedade. A prioridade agora é cuidar da população em geral, bem como do mais importante que temos, que são nossas famílias, nossos funcionários e nossos passageiros. Não é fácil para uma companhia aérea suspender a operação, mas em função das medidas que foram tomadas em nosso país, sentimos o compromisso e a responsabilidade de contribuir com nosso local e nos proteger para poder voltar fortalecidos quando houver condições”, explicou Sebastián Pereira, CEO da Flybondi.

Além disso, em relação à situação que o setor aéreo passa ao nível global e ao regional, o executivo acrescentou: “Todas as companhias aéreas do mundo estão passando por uma situação sem precedentes e que terá consequências muito negativas. Localmente, o cenário também será crítico, pois já é registrada uma queda de mais de 70% das vendas nos próximos meses e porque toda a cadeia de valor também é afetada. Nesse contexto, é necessário ser responsável e também agir para garantir a sustentabilidade da empresa e manter os empregos de nossos funcionários. Vamos precisar de todos quando voarmos novamente, esperamos que seja em breve”.

A Flybondi atualmente possui 24 rotas (18 domésticas e 6 internacionais), através das quais liga 20 destinos, incluindo no Brasil as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis e Porto Alegre. Possui 9% da participação total do mercado argentino e 15% em média nas rotas em que opera

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.

Comentários estão fechados.