Início Aeroportos Arma de assessor parlamentar dispara ‘sozinha’ no check-in da GOL em Congonhas

Arma de assessor parlamentar dispara ‘sozinha’ no check-in da GOL em Congonhas

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Um incidente ocorreu no dia 18 de janeiro durante o check-in de um passageiro para um voo da GOL, partindo do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, quando uma arma acabou disparando acidentalmente.

Foto Ilustrativa – Mike Gunner

O caso foi revelado com exclusividade pela Record, que afirma que a arma do passageiro Luciano Soncini Andreotti disparou durante o check-in. Andreotti é policial civil e assessor parlamentar do Deputado Federal Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos fundadores do Movimento Brasil Livre – MBL.

Por ser Policial Civil, Andreotti tem direito à posse e porte de armas, e pode levá-la por todo o país, inclusive em aeronaves. No caso dos voos, é necessário que ele despache a arma, e assim ele fez ao dirigir-se ao check-in da GOL, antes de embarcar para Brasília.

Mas ele acabou quebrando uma regra: descarregar a arma. Ao colocar a arma no saco de despacho, que posteriormente é selado e encaminhado para que a companhia aérea coloque ele na aeronave, a arma acabou disparando.

Não se sabe o que ocasionou o disparo, mas segundo o Boletim de Ocorrência obtido pela Record, a arma seria uma Taurus TH40, pistola semiautomática de calibre .40 S&W. Pistolas da Taurus já apresentaram defeitos, incluindo disparo acidental ao apenas chacoalhar a pistola, sem pressionar o gatilho. Inclusive este foi o motivo da fabricante brasileira ser excluída de licitações de Polícias pelo Brasil.

O projétil acabou atingindo o balcão da companhia, onde ficou alojado. Por sorte, ninguém se feriu. O caso foi registrado na delegacia do aeroporto segundo nota da Infraero. O gabinete do parlamentar informou à TV Record que nunca aconteceu isso anteriormente, reconhece o erro ao manipular a arma mas criticou o procedimento.

Segundo a Polícia Federal, toda a arma que for despachada ou seguir como “embarque armado”, deve ser desmuniciada e ter sua câmara checada. Após isso, a arma deve ser apontada para uma caixa de areia (disponíveis nos aeroportos) para garantir que não está carregada.

Vide trechos da matéria exibida na Record, abaixo:

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A