Início Indústria Aeronáutica Asa do 1º MC-21 comercial chega à fábrica, e Rússia fala de...

Asa do 1º MC-21 comercial chega à fábrica, e Rússia fala de produção massiva do avião

A United Aircraft Corporation (UAC), empresa russa aeroespacial e de defesa, anunciou hoje que a primeira asa do primeiro jato MC-21-300 a ser entregue a um operador comercial chegou às instalações de montagem do jato, a Irkutsk Aviation Plant (IAP).

Imagem: UAC

O MC-21, também grafado como MS-21 já que o C russo corresponde ao nosso S, é o mais novo projeto da Rússia para concorrer com os jatos do porte das famílias Boeing 737 e Airbus A320, com capacidade para 132 a 163 passageiros em uma configuração de duas classes ou 165 a 211 em uma única classe.

O modelo é oferecido com motores russos PD-14 ou motores ocidentais PW1400G, e promete um alcance de até 6.400 km.

A asa, que tem um comprimento de 17,5 metros, foi entregue de Ulyanovsk a Irkutsk por estrada. Os especialistas da corporação Irkut e da empresa AeroComposite desenvolveram equipamentos especiais com sistema de fechos e sensores para evitar danos à estrutura durante o transporte.

Juntamente ao anúncio da chegada da asa, a UAC destacou que elas são de material composto totalmente produzido na própria Rússia. O país tem sido bastante incisivo em chamar atenção para este fato de que seus modelos de aviões possuem alta porcentagem de peças e sistemas nacionais.

Imagem: UAC

Segundo a UAC, químicos e tecnólogos líderes da Rússia participam do desenvolvimento e da produção dos compósitos nacionais. Entre eles estão cientistas e especialistas da Universidade Estadual de Moscou e da empresa Rosatom. A tecnologia para a produção de peças da caixa de asa de grande porte com base em tecnologias de infusão foi desenvolvida pela AeroComposite e patenteada na Rússia.

Além desta atualização de hoje sobre a montagem do primeiro jato a entrar em serviço comercial, na última quarta-feira o primeiro-ministro Mikhail Mishustin havia comentado ao parlamento russo que os planos são de uma produção massiva de aviões nacionais, incluindo o MC-21 além do turboélice regional IL-114-300 e do avião leve Baikal.

Produção do MC-21 – Imagem: UAC

Não há um anúncio oficial sobre qual empresa aérea receberá a primeira aeronave, porém, segundo comentários do Ministro da Indústria e Comércio da Rússia, Denis Manturov, “muito provavelmente, será a Aeroflot, seguida pela Red Wings, e outras empresas russas.”

Segundo previsões de junho do ano passado, a UAC espera obter o certificado de homologação russo em meados de 2021 e o europeu um ano depois. Se isso funcionar, a fabricante poderá entregar o primeiro MC-21 no final de 2021.